Conecte-se connosco

Coimbra

Greve dos SMTUC acabou mas…

Publicado

em

Os motoristas dos Serviços Municipalizados dos Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC) terminaram este domingo uma greve de sete dias, que teve início a 1 de agosto, em luta contra o alegado incumprimento do Acordo Coletivo de Empregador Público (ACEP). Para o dia 23 de agosto está marcada uma reunião entre o Sindicato Nacional dos Motoristas e Outros Trabalhadores (SNMOT) e o presidente da Câmara Municipal de Coimbra. O sindicato avisa que se as negociações não chegarem a bom porto a greve volta no arranque do ano letivo. 

Numa nota enviada à comunicação social, a Câmara de Coimbra dá conta que durante a greve desta semana foram “efetuadas 81% das viagens previstas, com uma adesão de 61% dos trabalhadores” dos SMTUC. Ao Notícias de Coimbra Manuel Oliveira, do SNMOT, que convocou a paralização, diz não “querer entrar na guerra dos números”, mas confirma que “a greve ultrapassou todas as expetativas”.

Em relação ao facto de o município tornar público que o ACEP não se aplica aos trabalhadores dos SMTUC  Manuel Oliveira questiona: “Então porque fomos chamados a assiná-lo?” “Nós não assinámos o acordo com um executivo, assinámos com a Câmara de Coimbra que tem de saber honrar os seus compromissos”, sublinha o dirigente sindical, falando de “incongruência e desorientação”.

Manuel Oliveira afirma ainda que, em reunião tida em julho foi dito que para que “se cumprisse o acordo a Câmara teria de contratar 17 novos motoristas, agora falam em 32 turnos de trabalho”.

Em causa está o facto de os motoristas iniciarem o seu serviço num local e terminarem a sua jornada de trabalho diária noutro local distinto, com o acordo a indicar que o tempo que dista entre o local de início e de termo deve estar incluído no horário de trabalho, ao contrário do que está a ser considerado atualmente. 

Manuel Oliveira assegura que se, na reunião de 23 de agosto que terá sido solicitada por José Manuel Silva,  a Câmara, os SMTUC e o SNMOT não chegarem a entendimento, os motoristas avançam com nova paralização em pleno arranque do ano letivo. “Não é o que queremos fazer, mas parece que continuamos a falar sozinhos”, remata o dirigente. 

Leia também: 

Coimbra rejeita acordo coletivo de empregador público para motoristas dos SMTUC – Notícias de Coimbra (noticiasdecoimbra.pt)

PS acusa Câmara de Coimbra de abandonar trabalhadores dos SMTUC e ir de férias durante a greve – Notícias de Coimbra (noticiasdecoimbra.pt)

Câmara de Coimbra diz que exigência dos motoristas dos SMTUC é “incomportável” (com vídeos) – Notícias de Coimbra (noticiasdecoimbra.pt)

Sindicato faz balanço positivo de início de greve nos SMTUC – Notícias de Coimbra (noticiasdecoimbra.pt)

“Se eu soubesse que havia greve nos SMTUC não tinha carregado o passe” (com vídeos) – Notícias de Coimbra (noticiasdecoimbra.pt)

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade