Conecte-se connosco

Tribunais

Suspeito de violar jovem com debilidade mental começou a ser julgado

Publicado

em

O Tribunal da Feira, no distrito de Aveiro, começou hoje a julgar à porta fechada um homem de 57 anos acusado de quatro crimes de violação agravados de que foi vítima uma jovem, com debilidade mental ligeira.

O tribunal decidiu que o ato processual deve decorrer com exclusão de publicidade por estar em causa um crime contra a liberdade e a autodeterminação sexual, apenas podendo assistir ao julgamento as pessoas que nele tiverem de intervir.​

Segundo a acusação do Ministério Público (MP), os crimes ocorreram em junho de 2020, numa residência onde a vítima vivia com a mãe, em Santa Maria da Feira.

O MP descreve quatro situações ocorridas no interior da referida residência onde o arguido também residiu durante dois meses.

A acusação sustenta que o arguido forçou a rapariga, então com 18 anos, a práticas sexuais, ameaçando bater-lhe com um pau de vassoura nas costas caso esta recusasse ou relatasse o que estava a acontecer a outras pessoas.

Para o MP, o arguido atuou com o propósito, conseguido, de satisfazer os seus instintos libidinosos, aproveitando-se da proximidade relacional que detinha com a ofendida, designadamente, da circunstância de consigo coabitar, assim pondo em causa a confiança que a mesma em si depositava e, bem assim, a sua liberdade sexual.

A acusação refere ainda que o arguido sabia que a ofendida “padecia de debilidade mental ligeira”, sendo suficiente para a constranger, como foi, anunciar que, se não o fizesse, lhe bateria com um pau de vassoura nas costas.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link