Conecte-se connosco

Carteira

Qualidade dos vinhos de Luís Pato provada e aprovada por Jancis Robinson

Publicado

em

Jancis Robinson, conceituada crítica internacional de vinhos, provou recentemente algumas novidades e colheitas mais antigas do produtor bairradino Luís Pato, voltando a surpreender-se com a qualidade e acima de tudo com a consistência dos vinhos. Uma excelente performance, em particular para os brancos, revelando que a Bairrada é uma região de vinhos brancos com um carácter muito próprio e potencial de envelhecimento.

luis pato

A prova de ‘Luís Pato Vinhas Velhas branco’ foi vertical e versou as colheitas de 1995, 2003, 2010 e 2014. Os vinte anos do Vinhas Velhas de 1995 não o deixaram ficar mal, antes pelo contrário: valeram-lhe uma pontuação de 18 pontos em 20. Também o 2003 surpreendeu com 17,5 pontos. Seguiram-se os mais recentes, ambos com 17 pontos, a provar o elevado potencial de envelhecimento destes néctares. Jancis Robinson chegou mesmo a questionar-se “como vinhos como estes são tão baratos?”. Em prova esteve também o ‘Luís Pato Maria Gomes’; referindo-se ao mesmo a crítica deu-o como exemplo de que “não é necessário um vinho ter muito álcool para revelar qualidade”.

No que toca aos tintos a chegarem em breve ao mercado, estiveram dois monocastas de Baga: um de 2013 e outro de 2000 (que dará origem a um relançamento). Ao ‘Luís Pato Vinha das Valadas Baga Pé Franco tinto 2013’ – um tinto feito com Baga em Pé Franco plantado em solo argilo-calcário e que é o topo de gama do produtor, do qual apenas produz 326 garrafas – a crítica atribuiu 18 valores. O ‘Luís Pato Quinta do Moinho tinto 2000’, um vinho “velho” que Luís Pato vai relançar, foi distinguido com 16,5 pontos; valor que subiu meio ponto no caso da colheita de 2001. Foram ainda provados o ‘Luís Pato Vinha Barrio 2001’, o ‘Luís Pato Quinta do Ribeirinho Pé Franco 2011’ e o ‘Luís Pato Vinha Pan 2011’ cuja classificação variou entre os 17,5 e os 17 pontos.

Uma performance que ombreia o produtor e eleva a região da Bairrada ao mais alto nível. Ao longo de 2015, muitos foram os vinhos com a assinatura Luís Pato que estiveram nas bocas da crítica internacional.

O site Wine Advocate, do crítico Robert Parker, atribuiu 95 pontos ao ‘Pé Franco da Quinta do Ribeirinho 2011’. A mesma pontuação alcançada pelo ‘Vinha Barrosa 2001’ e pelo ‘Quinta do Moinho 2001’ na revista americana Wine & Spirits, que distinguiu ainda a Luís Pato uma das 100 melhores adegas do mundo. A revista alemã Fine das Weinmagazin atribuiu, respectivamente, 96, 95 e 94 pontos ao ‘Vinha Pan tinto 1995’’, ‘Vinha Barrosa 2005’ e ‘Luís Pato tinto 1985’. Já a Feinschmecker, revista com a mesma nacionalidade fez uma reportagem onde destacou o grupo Baga Friends e elevou os vinhos da casta Baga ao céu.

Esperam-se agora as novidades da colheita de 2015, que como em qualquer ano terminado em 5 se prevê que seja de qualidade excecional. O produtor Luís Pato acredita que “se vão destacar os dois vinhos de Baga em Pé Franco: o ‘Quinta do Ribeirinho em Solo Arenoso’, o nosso clássico produzido há 28 anos; e o ‘Pé Franco da Vinha das Valadas’, superior aos mencionados na critica das Master of Wine Julia Harding e Jancis Robinson”.

LISTA DE VINHOS PROVADOS POR JANCIS ROBINSON

(os nomes dos vinhos são clicáveis, sendo redirecionados para as respectivas críticas no site da autora)

Brancos

Luís Pato Vinhas Velhas 1995 (Bairrada) – 18

Luís Pato Vinhas Velhas 2003 (Vinho Regional Beiras) – 17,5

Luís Pato Vinhas Velhas 2010 (Vinho Regional Beiras) – 17

Luís Pato Vinhas Velhas 2014 (IGP Beira Atlântico) – 17

Luís Pato Maria Gomes 2014 (IGP Beira Atlântico) – 16,5

Tintos

Luís Pato Vinha das Valadas Baga Pé Franco 2013 (Bairrada) – 18 – NOVIDADE

Luís Pato Vinha Barrio 2001 (Vinho Regional Beiras) – 17,5

Luís Pato Quinta do Ribeirinho Baga Pé Franco 2011 (Bairrada) – 17,5

Luís Pato Vinha Pan 2011 (Bairrada) – 17+

Luís Pato Quinta do Moinho 2001 (Vinho Regional Beiras) – 17 – VAI SER RELANÇADO EM 2016

Luís Pato Quinta do Moinho 2000 (Vinho Regional Beiras) – 16,5

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link