Conecte-se connosco

Governo

PSD acusa Governo de cansaço e António Costa recomenda “férias” a Adão Silva

Publicado

em

O PSD acusou hoje o Governo de estar “cansado e desgastado” e de “não ter mão” para reerguer o país, mas o primeiro-ministro devolveu o conselho de “férias” ao líder parlamentar social-democrata.

Adão Silva arrancou a intervenção do PSD no debate do estado da nação – em substituição do presidente Rui Rio, ausente devido à morte de um familiar – com um elogio aos portugueses durante a pandemia de covid-19, mas também aos profissionais de saúde e todos os que estiveram na linha da frente.

“Os portugueses têm sido valentes, corajosos, mas o Governo, apesar dos milhões que aqui anunciou apresenta-se como um Governo cansado e desgastado. Um Governo que, pressente-se pelas imensas trapalhadas, não tem mão para reerguer o país”, criticou.

Na saúde, Adão Silva incluiu o PSD entre os fundadores do Serviço Nacional de Saúde – “Somos fundadores do SNS, estamos com o SNS” -, numa declaração que mereceu de imediato apartes das bancadas da esquerda.

“Porventura será por cansaço que o ouvi dizer a maior trapalhada que me lembro de ter ouvido nos últimos tempos na Assembleia da República, esta ideia bizarra de que o partido que foi o maior inimigo do SNS dizer que é fundador do SNS”, criticou, na resposta, António Costa.

O primeiro-ministro referiu que o PSD “votou contra a criação do SNS” e voltou, mais recentemente, a ser contra a atual Lei de Bases da Saúde.

“Ainda bem que as férias estão a caminho porque merece descanso e precisa de descanso”, rematou Costa.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link