Conecte-se connosco

Coimbra

PS quer provedor do idoso e orçamento participativo sénior em Coimbra

Publicado

em

O Partido Socialista apelou à autarquia, na reunião da Câmara Municipal de Coimbra que se encontra a decorrer, que faça um maior investimento no envelhecimento saudável sugerindo medidas como a criação do Provedor do Idoso, do pelouro da Maior Idade, da Idade Maior ou dos Mais Velhos, do Conselho Municipal do Idoso e do Orçamento Participativo Sénior. 

As propostas foram apresentadas pela vereadora Regina Bento que sustentou que “a Região Centro é uma das regiões mais envelhecidas do País, característica que tem tendência a acentuar-se, o que se confirma pelos dados dos Censos 2021”. Lembrando que segundo os Censos 2021, no município de Coimbra, existem 215 idosos por cada cem jovens, mais 96 do que em 2001. Ou seja, em apenas 10 anos, o índice de envelhecimento aumentou de forma muito significativa, a autarca fez referência a um estudo recente do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra que avaliou 2.000 pessoas com mais de 70 anos, sem doenças crónicas ou limitações físicas, em 5 países europeus, Portugal, França, Alemanha, Suíça e Áustria. “Esse estudo dá o pior resultado a Portugal no envelhecimento saudável. Os idosos portugueses, todos da região Centro, tiveram os piores resultados desses cinco países”. 

“As políticas locais para o envelhecimento ativo e saudável não podem mais ser adiadas, sob pena de não estarmos a dar resposta às necessidades de uma parte da população que já representa mais de 25% da população do nosso concelho”, disse a socialista, depois de sugerir a criação do pelouro da Maior Idade, da Idade Maior ou dos Mais Velhos, do Provedor do Idoso, do Conselho Municipal do Idoso, assim como do Orçamento Participativo Sénior, a par do Orçamento Participativo Jovem. Regina Bento aconselhou ainda a que se faça a reativação do projeto de Regulamento de funcionamento da Comissão Municipal de Proteção ao Idoso de Coimbra, elaborado na sequência de uma proposta da Associação de Aposentados e Pensionistas Reformados (APRE), mas que não chegou a ser aprovado pela Assembleia Municipal; a criação de programas de educação para a saúde direcionados para os mais velhos e a “implementação das medidas cujos objetivos são favorecer a inclusão social dos idosos e aumentar a sua participação na vida social constantes da Estratégia Municipal de Saúde”. 

Regina Bento apelou também à implementação de outras medidas como a criação de Programa de Voluntariado de Resposta a Necessidades de Idosos Isolados;  de Plano de Envelhecimento Ativo e Saudável;
adesão ao Movimento “Pedalar sem idade”; criação de Programa de Apoio à Adaptação da Habitação de Idosos para instalação de soluções tecnológicas de vida assistida, de parceria para implementar o
modelo de Estruturas Residenciais para Idosos no município e ainda a cooperação ativa com o Consórcio [email protected]

O presidente da Câmara Municipal de Coimbra, José Manuel Silva, lembrou que o envelhecimento da população da Região Centro não é novo e que se prende com questões históricas relacionadas com a falta de assistência. O autarca mostrou-se favorável à criação de algumas medidas apresentadas pelos socialistas. 

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link