Conecte-se connosco

Política

Provável ida de Nuno Moita para o Parlamento mexerá com xadrez partidário e autárquico

Publicado

em

Líder da Distrital de Coimbra do Partido Socialista (desde meados de 2020), Nuno Moita deverá ingressar na Assembleia da República (AR), depois de 30 de Janeiro de 2022, e a passagem de autarca a deputado mexe com o xadrez partidário.

Fontes do PS assinalam que, neste contexto, em vias de ser julgado sob  acusação de participação económica em negócio  Nuno Moita estará inclinado a não se recandidatar, no próximo ano, à presidência da Federação conimbricense do PS.

Há décadas que o presidente da Federação distrital conimbricense do Partido Socialista tem lugar nas posições cimeiras das listas de candidatos a deputados.

A eventual saída de cena do economista da liderança socialista de âmbito distrital abre caminho ao regresso de Pedro Coimbra, que exerceu o cargo durante oito anos (de 2012 a 2020).

A par da amizade que os une, Nuno e Pedro fazem parte da mesma sensibilidade (eminentemente social-democrata) no seio do Partido Socialista, motivo por que a passagem de testemunho de Coimbra para Moita e o provável cenário inverso hão-de ser encarados com naturalidade.

De resto, antes das recentes eleições autárquicas, perante a hipotética eleição do deputado Pedro Coimbra para a liderança da Câmara Municipal de Penacova (conquistada pelo PSD), e quando se admitia que a composição da AR permanecesse inalterada até 2023, nos bastidores partidários já avultava a hipótese de o ainda deputado regressar à presidência da Federação do PS/Coimbra.

Acresce que, se o próximo mandato parlamentar praticamente coincidir com o ciclo de poder autárquico, a provável ida Nuno Moita para a AR catapulta o vereador António Ferreira à liderança da Câmara Municipal de Condeixa-a-Nova.

A ascensão de Ferreira do quarto ao segundo lugar da lista do PS – posição que coube há quatro anos a Liliana Pimentel, depois de já ter sido vice-presidente da autarquia em parte do mandato de 2014-17 – pode, pois, culminar na investidura do vereador na presidência da principal autarquia de Condeixa (cargo desempenhado por Nuno Moita desde 2013).

 

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade