Conecte-se connosco

Câmaras

Presidente da Câmara apoia estacionamento pago no Hospital da Figueira

Publicado

em

A Assembleia Municipal da Figueira da Foz chumbou hoje, por maioria, um voto de protesto apresentado pela coligação Somos Figueira (PSD/CDS-PP/MPT/PPM) contra o estacionamento pago no hospital distrital.

No texto da moção, recusado com 23 votos contra do PS, 16 a favor da CDU, coligação Somos Figueira e presidente da junta de freguesia de Lavos e duas abstenções (presidente da junta de Buarcos e Bloco de Esquerda), os promotores defendiam que a decisão de taxar o estacionamento – cujo investimento de 80 mil euros e concessão a cinco anos foi assumido pela empresa municipal Figueira Parques – fosse revogada e que o pagamento tivesse lugar apenas nos meses de julho e agosto.

Chamado a explicar a situação, João Ataíde, presidente da Câmara da Figueira da Foz, – que, simultaneamente, preside à Figueira Parques -, frisou que a decisão de taxar o estacionamento foi tomada pela administração do hospital e que uma eventual revogação não pode ser decidida pela empresa municipal.

Também Nuno Melo Biscaia (PS) frisou que a Assembleia Municipal “não pode interferir em atos de gestão de terceiros, autónomos”, justificando o voto contra da bancada socialista.

Teotónio Cavaco, da coligação Somos Figueira, lembrou que o argumento para passar a taxar o estacionamento ficou a dever-se à “invasão” de banhistas, que nos meses de verão ocupavam lugares de estacionamento no hospital junto às praias, e que esse argumento, “a ser válido, só o seria em julho e agosto”.

“Para resolver a situação taxa-se em todos os dias do ano e todas as horas do dia. Agora os primeiros 15 minutos não são pagos, mas os segundos 15 minutos pagam os primeiros e [em janeiro] a segunda hora vai pagar a hora anterior. Diz-se que a Câmara Municipal quis resolver um problema da administração do hospital mas para o fazer taxam-se os contribuintes”, acusou.

O deputado municipal da coligação Somos Figueira disse ainda que o preço por hora no estacionamento hospitalar tem “custos iguais a qualquer rua da cidade”, criticando a opção do tarifário que está a ser aplicado.

A coligação Somos Figueira manifestou-se “totalmente contra” a decisão do hospital em taxar o estacionamento e “os moldes em que foi tomada, quer por parte do hospital quer da Figueira Parques”.

 

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade