Conecte-se connosco

Coimbra

Pena suspensa por agredir e tentar matar mulher em Coimbra (com vídeo)

Publicado

em

O Tribunal de Coimbra condenou hoje um homem de 42 anos a uma pena de prisão de quatro anos, suspensa por cinco, por violência doméstica e tentativa de homicídio em Coimbra. O arguido terá de pagar à vítima uma indemnização de 10 mil euros.

Os crimes aconteceram quando o homem, atualmente desempregado, atingiu a ex-companheira com uma garrafa partida e lhe provocou um golpe profundo, durante uma discussão na sua casa no centro de Coimbra.

Segundo a acusação do Ministério Público (MP), o arguido iniciou uma relação com a vítima em 2011 que durou pelo menos até 2018. Durante esse período era “ciumento, desconfiado, controlador e autoritário”, tendo atitudes violentas, como “injúrias, cuspidelas na cara e agressões”. No decorrer do julgamento, o arguido disse que as agressões eram mútuas, algo que o tribunal teve em consideração na decisão final.

O homem chegou a relatar em tribunal que a mulher o atacou com uma vaca de louça.

“Parte substancial dos factos constantes da acusação foi dada como assente”, disse o presidente do coletivo de juízes, admitindo que o tribunal considerou que “as coisas não se passaram exatamente” como é descrito.

Com antecedentes criminais e problemas de adição, o arguido, que assume um comportamento violento quando consome bebidas alcoólicas, viu o tribunal condená-lo a uma pena única de quatro anos de prisão, suspensa por um período de cinco anos.

De acordo com a lei da violência doméstica, o homem terá de pagar à vítima, de quem se deverá manter afastado, uma indemnização de 10 mil euros.

“Com o registo criminal que já tem, a sua margem de manobra é muito pequena. Gastou praticamente o seu crédito todo”, avisou o presidente do coletivo de juízes no final da leitura do acórdão.

 

Veja o direto NDC após a leitura da decisão:

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade