Conecte-se connosco

Advogados

Pedrógão Grande: Ordem Advogados reprova forma como decorreu 1ª sessão julgamento

Publicado

em

 A Ordem dos Advogados (OA) manifesta a sua reprovação pela forma como decorreu ontem a primeira sessão do julgamento relativo ao incêndio de Pedrógão Grande no Tribunal de Leiria. 
 
De acordo com o que foi publicamente relatado, a sessão, que concentrou mais de 50 pessoas na sala de audiências, foi realizada sem as necessárias condições de segurança, uma vez que os lugares destinados aos advogados não possuíam o distanciamento social exigido. Acresce que também não foi permitida a presença do público e dos jornalistas, o que viola a regra da publicidade da audiência, que é imposta pelo art. 87º do Código de Processo Penal.
 
A OA recorda que são de há muito conhecidas as deficientes condições do Tribunal de Leiria para a realização de julgamentos de grande dimensão e com relevo público, como é o caso deste.
 
Aliás, em Outubro do ano passado, e face ao protesto de muitos advogados pelas deficientes condições em que estavam a trabalhar neste Tribunal, o Bastonário da Ordem dos Advogados, Luís Menezes Leitão e a Directora-Geral da Administração Judiciária deslocaram-se a Leiria, tendo o Presidente da Câmara Municipal da Batalha disponibilizado várias instalações mais adequadas à realização de julgamentos de maior dimensão, sem colocar em risco todos os intervenientes ou prejudicar a necessária publicidade da audiência. 
 
Para a OA não existe qualquer justificação para que a 1ª sessão de julgamento de Pedrógão Grande tenha sido realizada no Tribunal de Leiria , sobretudo da forma em que decorreu, manifestamente sem as necessárias condições de segurança e publicidade.
 
Consequentemente, a Ordem dos Advogados irá por isso reclamar desta situação junto dos órgãos competentes de gestão da magistratura.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com