Tribunais

Paga milhares de euros por inundar apartamento da vizinha de baixo

NOTÍCIAS DE COIMBRA | 5 meses atrás em 14-02-2024

Vai pagar cerca de 8 mil euros de indemnização por danos patrimoniais e morais, por ter inundado a casa, em Guimarães, do vizinho de baixo, destruindo-lhe a cozinha.

PUBLICIDADE

A moradora lesada – que estava ausente quando tudo aconteceu – argumentou que a causa da inundação na sua habitação foi uma fuga de água provinda de um tubo de água quente da casa do andar cimeiro, escreve O Minho.

O Tribunal deu-lhe razão, mas os vizinhos recorreram para o da Relação de Guimarães argumentando que a fuga não ficou provada, e que a lesada tinha a obrigação de vigiar o seu próprio apartamento, que deixara havia alguns meses.

PUBLICIDADE

Os juízes-desembargadores não aceitaram a tese: “Considerando o que ficou provado, de forma cabal e definitiva, a posição dos réus tem de ser, de facto, caracterizada como, senão dolosa, pelo menos gravemente negligente”.

E acrescentam: “Primeiro, atreveram-se a negar na contestação a existência da inundação, quando até franquearam a entrada em sua casa de peritos para averiguar de onde viria a água que inundou a cozinha da autora. E segundo, tentaram defender em Juízo a hipótese de que as águas infiltradas provinham da chuva e da intempérie, quando tal hipótese foi cabalmente afastada por todos os peritos que se pronunciaram sobre o assunto”, pode ler-se.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

E nem sequer apresentaram prova com um mínimo de solidez sobre tal hipótese, sendo que as duas testemunhas que arrolaram disseram que não era da chuva, era mesmo infiltração.

Estava tempo seco, e já tinham feito a limpeza aos telhados. E, como se costuma dizer, “a cereja em cima do bolo” foi vir dizer que a autora contribuiu para o agravamento dos danos, porque “abandonou a fração, e não a vigiou nem cuidou bem dela”.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE