Câmaras

Metro Mondego não para de gastar o nosso dinheiro

Notícias de Coimbra | 10 anos atrás em 02-08-2014

Nova Praça 1

PUBLICIDADE

O Metro Mondego não anda nem desanda, mas a conta paga pelo povo não para de aumentar. Os encargos com pessoal  (14 pessoas) são de 493 883,00 Euros/Ano. A Administração recebe 80 387,00. Os serviços  de transportes alternativos custam de 1 108 134,00. Por estes dias, a sociedade liderada por João Rebelo decidiu “investir” na aquisição  de serviços relacionados com a informática…

O ajuste directo foi a modalidade encontrada para a aquisição desses serviços. A despesa fica em 46.800,00 €. Não se sabe para o que vai servir, pois o contrato não está disponível Portal dos Contratos Públicos, o que configura uma clara violação da legislação em vigor.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

O total do Capital Próprio e do Passivo da Metro Mondego é de 35 957 516,45€ . A exploração do exercício de 2013 saldou-se por um resultado líquido negativo de 22 655,57€. Os vários conselhos de administração receberam (desde 1997) mais de 4 milhões de Euros. O arrendamento o imponente edifício da sede da empresa na Rodrigues de Gusmão obriga ao pagamento anual de 40 168,0€. Mais de 3 mil Euros por mês!

PUBLICIDADE

Recordamos que uma auditoria do Tribunal de Contas recomendou  ao  Governo,  enquanto  acionista  e  entidade  tutelar  da empresa,  que “reveja os  critérios de criação  e / ou  de manutenção  de  empresas  públicas,  designadamente  em  função  da sua  rentabilidade económica e financeira a médio e longo prazo.

Também “pediu” para o Governo decidir,  com  brevidade, sobre  o  destino  da  continuidade  do  investimento  no metro  ligeiro  de  superfície nas áreas dos municípios de Coimbra, Miranda do Corvo e Lousã.

O resultado está à vista! Apesar de não haver um carril na linha, o Metro Mondego já nos custou mais de 140 milhões de Euros.  A conclusão da obra deverá orçar em mais 80 milhões.

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE