Conecte-se connosco

Carteira

Lidl aumenta em 10% o salário a todos os seus operadores de loja e entreposto

Publicado

em

Há 27 anos em Portugal e atualmente com mais de 9000 colaboradores e 270 lojas de Norte a Sul do país, o Lidl tem como prioridade a manutenção de vínculos laborais estáveis e relações profissionais estimulantes. A satisfação e o bem-estar dos seus colaboradores, assim como a constante atenção às suas condições de trabalho, são determinantes para a empresa, que, ao longo dos anos, tem apostado na criação de condições de trabalho de excelência – tendo inclusive sido a única empresa de retalho, em Portugal, a receber a certificação Top Employer, em 2022, que distingue as empresas com as melhores práticas de Gestão de Recursos Humanos.

Nesse sentido, e face ao atual contexto socioeconómico, o Lidl Portugal reforça agora a sua política de investimento nos colaboradores, anunciando um aumento salarial para todos os operadores de loja e entreposto:  desta forma, o salário de entrada na empresa aumenta quase 10%, para os 820 euros, já a partir de janeiro de 2023, valor auferido no primeiro ano de trabalho – um aumento superior aos 7,8% definidos pelo Governo para o salário mínimo nacional em 2023, que se vai fixar nos 760 euros.

Para além do seu ordenado de entrada, também os colaboradores nos restantes escalões da Operação serão aumentados. Por exemplo, quem está no último escalão passará a receber 1000 euros, usufruindo assim de um aumento de 100 euros, aos quais acrescem os subsídios de férias e Natal. As posições que não tiverem uma atualização salarial receberão, pelo menos, 3% do valor bruto anual do seu vencimento, sob a forma de prémio, em março de 2023.

Este aumento representa um investimento de 8,4 milhões de euros, dos quais mais de 93% são destinados aos colaboradores de lojas e entrepostos. Desta forma, o Lidl garante que todos os seus colaboradores veem melhoradas as suas condições salariais.

A estes valores, acrescem ainda umm seguro de saúde de referência, com um valor de mercado de 440 euros, com extensão ao agregado familiar em condições muito vantajosas, independentemente da sua carga horária.e o pagamento de um subsídio de refeição de 7,63€/dia, que representa +150€/mês por colaborador.

Para Maria Román, Administradora de Recursos Humanos do Lidl Portugal, “os nossos colaboradores são o nosso principal foco, pois sem eles o Lidl não seria o que é hoje. Podermos anunciar este aumento salarial, neste período particularmente difícil que atravessamos, era para a empresa de extrema importância, pois assim continuamos a garantir a criação de um emprego estável e de qualidade, que acreditamos marca a diferença na vida das nossas pessoas.”

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com