Conecte-se connosco

Tribunais

Jaime Ramos contra barreiras no Tribunal do Trabalho de Coimbra

Publicado

em

 A Fundação ADFP, de Miranda do Corvo, denunciou hoje a existência de barreiras arquitetónicas no Tribunal do Trabalho de Coimbra e anunciou para segunda-feira a realização de uma manifestação pelas acessibilidades para todos nos serviços públicos.

A instituição refere, em comunicado, que uma utente invisual e amputada desloca-se na segunda-feira em cadeira de rodas, na qualidade de testemunha, ao Tribunal de Trabalho em Coimbra, que “tem barreiras arquitetónicas, com vários lanços de escada, que excluem e marginalizam as pessoas com mobilidade reduzida”.

“É uma situação inaceitável quarenta anos depois do 25 de Abril de 74”, diz a fundação Assistência, Desenvolvimento e Formação Profissional, presidida por Jaime Ramos.

Os tribunais devem dar bons exemplos e não podem ser locais que marginalizam e excluem os mais fracos, violando a legislação”, sublinha a nota da fundação.

Para chamar a atenção para esta situação, a instituição anunciou que um pequeno grupo de pessoas que se movem em cadeira de rodas “irão solidariamente acompanhar a sua colega para manifestar perante o Tribunal de Trabalho a sua indignação pelo desprezo que revela perante os deficientes motores”.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade