Conecte-se connosco

Coimbra

Escândalo dos SMTUC: PSD questiona postura do presidente da Câmara e de dois vereadores

Publicado

em

Já se sabe que a Procuradoria-Geral da República  afirmou que instaurou um inquérito para averiguar as alegadas adjudicações feitas pelo vereador Jorge Alves, que renunciou ao cargo, nos Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra a uma empresa detida pelo seu filho, o que tem originado uma troca de mensagens entre a oposição e a situação.

O PSD considera “a queixa agora apresentada pela CMC e pelos Vereadores e membros do Conselho de Administração dos SMTUC, Regina Bento (PS) e Francisco Queirós (CDU) ao Ministério Público (MP) extemporânea e hilariante”.

O PSD acaba de emitir um comunicado para dizer que a ” peça jornalística apresentada, hoje, por um órgão de comunicação social independente, a SIC, vem dar a conhecer uma apresentação pública da empresa STRATIO, ocorrida em 2017 e onde estiveram presentes o atual Presidente da Câmara Municipal de Coimbra e vários vereadores do executivo PS/CDU”.

A concelhia socialdemocrata de Coimbra recorda que “exigiu no passado fim de semana explicações cabais do Sr. Presidente da CMC, as quais até hoje, infelizmente, este ainda não deu, limitando-se a vir agora “tapar o sol com a peneira” pela promoção da investigação e de um inquérito aberto pelo MP”.

O partido afirma que “o que é de facto politicamente relevante para todos os contribuintes municipais de Coimbra, é perceber se efetivamente o Sr. Presidente e restantes vereadores conheciam a empresa, o projeto empresarial e as ligações familiares existentes”.

“Alguém em Coimbra compreende que os dois vereadores, Regina Bento (PS) e Francisco Queirós (CDU), ambos membros do conselho de administração dos SMTUC, venham ao dia de hoje apresentar uma queixa-crime no MP contra um ato de gestão em que participaram? Alguém em Coimbra compreende que o Partido Socialista esteja numa lógica de “fuga para a frente”, escondendo-se numa capa de silêncio e de falta de solidariedade monumental com o seu camarada e ex. vereador Jorge Alves, dirigente do Partido Socialista, deixando que o mesmo assuma sozinho as responsabilidades políticas com a sua renúncia ao cargo? Alguém em Coimbra compreende que o mesmo Partido Socialista considere que a atuação do Sr. Presidente da CMC tenha sido “Célere”, quando retirou a confiança política na passada sexta-feira ao seu vereador, mas apenas apresentou queixa ao MP quatro dias depois?, pergunta o PSD.

A estrutura liderada por Carlos Lopes frisa que “respeitará a investigação do MP e a justiça fará o seu caminho, mas politicamente não compreende que o Partido Socialista e o Executivo Municipal PS/CDU, liderado pelo também presidente da Associação Nacional dos Municípios Portugueses, não assuma imediatamente, com honradez, as suas responsabilidades”. 

Segundo o PSD “Como ficámos a saber ontem, a Entidade para a Transparência, organismo aprovado em 2019 pelo Parlamento, e que irá funcionar na dependência do Tribunal Constitucional, vai ser instalada em Coimbra. Como tal, acreditamos que será um excelente mote para que este executivo municipal seja o primeiro a dar o exemplo, renunciando ao poder instalado e à promiscuidade de interesses particulares”.

Valorizar Coimbra é honrar os contribuintes e os Conimbricenses. É “jogar limpo” com o dinheiro e o interesse de todos e defender a transparência e o bem comum, conclui.

Veja aqui o vídeo da SIC

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com