Conecte-se connosco

Câmaras

Em Câmara de Ferreira espeto de pau no Convento

Publicado

em

A Câmara Muncipal de Coimbra aprovou a deliberação do juri municipal que indicou a FERREIRA -Construção, SA como vencedora do concurso público com publicidade internacional para conclusão da obra do Centro de Convenções e Espaço Cultural do Convento de São Francisco.

Apesar de alguns vereadores terem declarado que não tinham conhecimento que o assunto estava agendado para a reunião desta segunda-feira, o que aconteceu devido a um lapso dos serviços municipais, (enviaram primeiro uma “agenda” onde não constava este ponto), a entrega da obra foi aprovada por maioria com os votos contra de José Belo e as abstenções de Barbosa de Melo, Raimundo Silva e Paulo Leitão.

José Belo, Raimundo Silva, Ferreira da Silva e Francisco Queirós foram os mais contundentes a criticar a postura dos serviços, que apenas terão enaviado a documentação às 12:10 da última sexta-feira, o que também mereceu a reprovação de Manuel Machado.

Esta construtora propõe-se concluir a obra em 150 dias, com um custo de 7.489.572,90 euros mais IVA. Note-se que a proposta da FERREIRA – Construção, SA supera os requisitos do procedimento do concurso, que estabeleciam um preço base de 9.054.351 euros mais IVA e um prazo base de execução de 180 dias.

No que aos critérios de apreciação diz respeito, o concurso estabelecia que o preço da proposta valia 45%, a valia técnica outros 45% e o prazo 10%.

A CMC adiantou que demonstraram interesse neste concurso 23 empresas, a maioria das quais não admitidas por falta de apresentação de documentos. Acabaram por ser sete as propostas admitidas, oriundas de quatro empresas, sendo que três delas apresentaram duas propostas distintas, por diferirem entre si a nível do prazo.

O presente concurso permitirá garantir trabalhos contratualizados e que não estavam concluídos quando a CMC tomou posse administrativa da obra; a correção de anomalias não urgentes; e trabalhos complementares. Estes últimos resultaram de um processo de avaliação conjunta entre o dono de obra, projetistas, fiscalização e consultadoria especializada.

Em actualização

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com