Câmaras

Deputados e autarcas do PS exigem que ligação Coimbra-Viseu “saia do papel”

Notícias de Coimbra | 10 anos atrás em 03-02-2014

Autarcas e deputados do PS defenderam hoje, em Coimbra, ser “necessário arrancar do papel” a intervenção no IP3, que liga Coimbra a Viseu, e exigiram ao Governo um calendário desse projeto.

PUBLICIDADE

“Não há tolerância zero. Não colaboramos com um calendário eleitoral”, frisou Manuel Machado, presidente da Câmara de Coimbra, considerando que “há muitos estudos, muitas projetos e sobretudo muitas delongas” em relação à estrada que liga as duas cidades.

A estrada faz parte das rodovias da lista de 30 projetos prioritários para o investimento em obras públicas, definido pelo grupo de trabalho para as infraestruturas de elevado valor acrescentado no relatório entregue ao Governo, a 27 de janeiro.

PUBLICIDADE

A intervenção no IP3 “é uma necessidade imperiosa e urgente”, defendeu Manuel Machado, no final da reunião, em Coimbra, que juntou autarcas e deputados do PS dos concelhos servidos pelo IP3, de forma direta ou indireta.

O autarca salientou que o atual estado da estrada “prejudica a economia da região” e relembrou que esta via de comunicação é “mais utilizada” do que a A25, que liga Viseu a Aveiro.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

“As pessoas que estão aqui não podem ser enganadas. Nem os autarcas nem os deputados”, sublinhou José Junqueiro, deputado do PS eleito pelo círculo de Viseu, exigindo que o Governo retire o projeto “do papel e materialize a intervenção no IP3”.

O deputado disse ainda que o Governo será questionado, por deputados socialistas, sobre “quando é que vai fazer este traçado”, exigindo um “cronograma” da sua execução.

Segundo José Junqueiro, o relatório que define os 30 projetos prioritários a candidatarem-se a fundos comunitários, onde está presente uma intervenção no IP3, “concluiu o que já está concluído há muitos anos”.

Manuel Machado, instado pelos jornalistas, recusou comentar se seria preferível a criação de uma nova via ou a requalificação da existente, querendo apenas “a ligação que sirva melhor as populações” e que “não se fique à espera da última moda”.

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE