Conecte-se connosco

Tribunais

Condenado por abusar das netas em Cantanhede

Publicado

em

O Tribunal de Coimbra condenou hoje um homem de 66 anos a uma pena de oito anos de prisão por abuso sexual de duas crianças, suas netas por afinidade. 

O homem é companheiro da avó das meninas, hoje com 10 e 18 anos, há quase duas décadas. Os crimes ocorreram em Cantanhede, onde a família reside, quando as menores ficavam ao cuidado da avó, o que acontecia por diversas vezes.

A mais velha começou a ser vítima de abusos quando tinha 8/9 anos e estes prolongaram-se até ela fazer 15 anos. Na altura, o homem começou a molestar a mais nova, que teria 8 anos. A situação durou dois anos e acabou por ser denunciada pela mãe depois de a menina se ter queixado. 

Na sequência da investigação policial desencadeada, apurou-se então que a mais velha, apesar de nunca se ter queixado, também tinha sido vítima. 

A presidente do coletivo de juízes que julgou o caso considerou o comportamento do homem “absolutamente inqualificável”, lembrando que este foi “desde cedo considerado avô das meninas”.

A magistrada salvaguardou que se a situação se passasse noutro país com um sistema diferente que a pena seria “bastante mais elevada”.

Além da pena de prisão, o homem fica obrigado ao pagamento de uma indemnização de 75 mil euros a uma das vítimas e 15 mil a outra, além de proibido de exercer funções relacionadas com crianças e de ter menores à sua confiança durante um período de 10 anos. 

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link