Coimbra

Coimbra: Quercus alerta para “necessidade de replantar vegetação ripícola entre o Rebolim e a Portela”

Notícias de Coimbra | 3 anos atrás em 26-03-2021

A Quercus considera que “é necessário proceder à recuperação ecológica da margem norte do Rio Mondego no local compreendido entre a praia fluvial de Rebolim e a ponte da Portela”. Esta operação verifica-se após “o corte quase total da vegetação numa longa extensão, com obras de terraplanagem utilizando maquinaria pesada”.

PUBLICIDADE

A associação ambientalista diz em comunicado enviado a NDC que antes da intervenção referida, entre outra vegetação, existia um vasto acacial nessa área. “Uma vez que as acácias são espécies invasoras, entendemos que a sua remoção poderá ser justificada. No entanto, a Quercus está preocupada com o corte excessivo e a ausência quase total de galeria e vegetação ripícola, pois esta cumpre a função de garantir uma maior sustentação da margem, no que concerne à erosão”. 

É importante que essa vegetação ripícola seja replantada e preservada, para evitar grave risco de erosão por efeito de prováveis cheias e chuvas intensas. Acresce a este fator, que nesta zona está situada a foz do rio Ceira, no Mondego, anuncia a Quercus.

PUBLICIDADE

publicidade

Como a margem do Rio está sem vegetação, e antes que venha a ser invadida novamente por acácias, como já se começa a verificar no terreno, alertamos o Município de Coimbra da necessidade de replantar, entre novembro de 2021 e fevereiro de 2022. Esta plantação deve ser feita com espécies de aptidão ripícola, tais como o amieiro, o salgueiro-branco, o salgueiro-negro, o choupo-negro e outra, sublinha a Quercus.

A Quercus considera ainda que o corte dos acaciais efetuado potencializa a zona para ser usufruída, para lazer em espaço natural, por parte da população, nomeadamente para a circulação de peões e utilizadores de bicicleta. A circulação de automóveis ligeiros deve ser proibida, pois estas correm sério risco de resvalarem já que os terrenos junto à margem são de características arenosas, estão fragilizados e com fraca consistência, apresentando já notórios sinais de erosão.  

PUBLICIDADE

Notícias de Coimbra revelou no dia 5 d março que  têm decorrido nos últimos meses várias reuniões entre a Câmara de Coimbra, a Federação Portuguesa de Golfe e a academia de golfe Quinta das Lágrimas com vista à criação de um campo de golfe entre a ponte da Portela e a praia fluvial do Rebolim, por sugestão da Câmara, após alguns pareceres para a sua localização.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE