Conecte-se connosco

Governo

António Costa avisa que se vive “fase perigosa” e de “ilusão”

Publicado

em

O primeiro-ministro avisou hoje que se vive neste momento “uma fase perigosa” e de “ilusão” ao pensar-se que “o pior já está totalmente ultrapassado”, alertando para a subida ligeira do índice de transmissibilidade devido a uma maior mobilidade.

“Neste momento vivemos numa fase perigosa que é haver a ilusão de que o pior já está totalmente ultrapassado e que não corremos o risco de regredir. Se há algo que todos temos que nos empenhar é não regredir relativamente áquilo que tão duramente tem sido conquistado com o sacrifício dos portugueses ao longo desta semanas”, disse António Costa na conferência de imprensa sobre o novo período do estado de emergência.

O primeiro-ministro chamou atenção para o facto de se ter verificado nas últimas semanas uma maior mobilidade e do índice de transmissibilidade (Rt) ter registado “uma ligeira subida”.

“Verificámos que conforme os resultados têm vindo a melhorar o grau de confinamento voluntário tem vindo a diminuir. Há dados que demonstram que há uma maior mobilidade, como se vê o Rt teve uma ligeira subida, há uma ligeira desaceleração da redução do número de casos”, sublinhou.

Segundo António Costa, o Rt subiu ligeiramente de 0,66 para 0.68.

As medidas de confinamento vão manter-se no próximo período de estado de emergência, entre 02 e 16 de março.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com