Conecte-se connosco

Académica

180 000 para a Académica “passam” por Judo e Atletismo

Publicado

em

Parece que é desta!  Na reunião de segunda-feira, 14 de outubro, o executivo municipal de Coimbra decidirá quem vai receber os 180 000 que deverão dar entrada nos cofres da Académica.

estadio-cidade-de-Coimbra

“Parece”, porque o que “parece” nem sempre é o que é e o que é não é preto nem branco. Em causa está o pagamento de água, luz e gás que o atletismo e o judo terão consumido no estádio que a CMC entregou à Académica.

É a quarta vez que os 11 eleitos locais  vão tentar votar a assinatura de uns supostos “Contratos Programa de Desenvolvimento Desportivo para Gestão de Equipamentos Desportivos Municipais no Estádio Municipal Cidade de Coimbra com ADAC – Associação Distrital de Atletismo de Coimbra; ADJC – Associação Distrital de Judo de Coimbra e CLUVE – Clube de Veteranos de Atletismo de Coimbra”.

Recordamos que após a oposição ter colocado algumas questões em relação à legalidade da operação,  Manuel Machado e Carlos Cidade divergiram (pelo menos em duas reuniões) em relação à(s) entidade(s) que deve(m) receber o dinheiro que a CMC deseja colocar nos cofres da AAC/OAF.

Carlos Cidade desejava que os 180 000 Euros fossem entregues directamente às 3 entidades ligadas ao judo e atletismo. Manuel Machado preferia liquidar o montante directamente à Académica. Em nome da transparência. Defendida por ambos.

Este jogo do empurra entre Carlos Cidade e Manuel Machado terá mesmo feito com que o Vereador do Desporto tivesse desabado no seu Facebook:

Por vezes, por solidariedade, temos que fazer de conta que está tudo bem, mas há um momento em que temos de assumir a realidade, sob pena de perdermos o que de mais valioso temos! A nossa dignidade!

carlos-cidade

Na reunião de amanhã, vamos regressar ao inicio do desencontro que tem oposto Cidade e Machado. No campo da votação volta a entrar a posposta que autoriza a CMC  dar os 180 000 Euros ao Judo e Atletismo. Se tudo correr de acordo com algumas previsões, estas 3 entidades vão depois entregar o montante a à AAC/OAF.

Prognósticos, só mesmo depois da votação, até porque teoricamente há 5 eleitos pela situação e 6 pela oposição.  Por ora, prevalece a decisão inicial.  Em nome do espírito académico.

out-page-321

O que mudou para ficar tudo na mesma? Aparentemente nada. Nos documentos a que Notícias de Coimbra teve acesso não há qualquer referência à possibilidade da Câmara pagar directamente à Académica. .

Fica por esclarecer o que Manuel Machado quis dizer quando, numa reunião à porta fechada, “determinou que o processo Contratos Programa de Desenvolvimento Desportivo para Gestão de Equipamentos Desportivos Municipais no Estádio Municipal Cidade de Coimbra com ADAC – Associação Distrital de Atletismo de Coimbra; ADJC – Associação Distrital de Judo de Coimbra e CLUVE – Clube de Veteranos de Atletismo de Coimbra “seja compulsado, por todos os serviços, com toda a documentação existente, para que não restem dúvidas”.

A menos que a folha A4 que pormenoriza a alegada divida sirva para explicar alguma coisa em relação  a mais um triste episódio relacionado com (mau) contrato de cedência do estádio municipal de Coimbra.

O que sem tem passado está AQUI

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com