Conecte-se connosco

Mundo

Zacarias da Costa: Dentro de dez anos, 80% dos timorenses irão falar português

Publicado

em

O futuro secretário-executivo da CPLP, Zacarias da Costa, afirmou hoje em Luanda que a introdução de vocábulos portugueses no tétum vai levar a que 80 por cento dos timorenses passem a falar português dentro de dez anos.

“A ‘portuguesição’ do tétum irá ajudar também a que o português seja mais facilmente falado”, disse, manifestando a convicção de que “daqui a muito pouco tempo, talvez menos de dez anos, Timor poderá ter à volta de 70 a 80 por cento de falantes de português”.

Criado em Portugal, onde estudou, o antigo ministro dos Negócios Estrangeiros de Timor-Leste é otimista com o futuro da língua portuguesa no seu país.

“Eu noto que os timorenses têm uma grande amizade e uma grande afeição por Portugal” e “se é verdade que nos vinte e tais anos de administração indonésia os timorenses não foram e não puderam aprender e falar português livremente, (…) eu creio que hoje depois da independência a nova geração está muito mais aberta”, explicou, em entrevista à agência Lusa, à margem da XIII Conferência de Chefes de Estado e de Governo da CPLP, que decorre em Luanda.

No seu entender, “o timorense é naturalmente um poliglota. Em Timor, qualquer timorense fala mais do que uma língua e dialetos nacionais”, pelo que não será “muito difícil um esforço redobrado no sentido de falar também português”.

“Aliás, hoje o tétum, que é a língua nacional e oficial, a par do português, já tem quarenta por cento de palavras portuguesas

Integram a CPLP Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade