Conecte-se connosco

Lazer

Visitantes de Conimbriga não dispensam visita ao Museu PO.RO.S

Publicado

em

O Museu PO.RO.S – Portugal Romano em Sicó passou a contar com um balcão promocional junto às Ruínas de Conimbriga e ao Museu Monográfico, o que levou a um incremento significativo de visitantes ao museu considerado um dos melhores projetos culturais da Europa.

Desde o início do mês de agosto, quando a promoção se iniciou em Conimbriga, perto de 500 visitantes complementaram a experiência da visitação às ruínas com uma entrada no Museu PO.RO.S, reforçando o número total mensal de visitantes que, no final da semana passada, atingia as 1027 entradas. Desde a sua abertura ao público em 2017, refira-se, o Museu PO.RO.S recebeu perto de 60 mil visitantes.

“O complexo romano de Conimbriga é um dos monumentos, fora dos grandes centros urbanos, mais visitados do país, com uma média de 100 a 120 mil visitantes por ano e entendemos que seria oportuno reforçar a promoção e o contacto pessoal com todos os que o visitam, convidando-os a conhecer o PO.RO.S, capaz de oferecer uma experiência complementar para melhor compreender aquele período histórico”, revela Nuno Moita, presidente da Câmara Municipal de Condeixa-a-Nova.

Satisfeito com os resultados produzidos pela campanha de divulgação, o edil sublinha ainda que a ação promocional, que se estenderá pelos meses de inverno, pretende ainda reforçar a atratividade da vila, potenciando o número de visitantes a Condeixa, detentora de outros ativos turísticos relevantes. Entre eles, destaque-se a Casa dos Arcos ou Casa das Colunas, que atualmente alberga o Posto de Turismo de Condeixa, ponto de partida para conhecer todo o concelho e que representa a casa da condeixalidade, um símbolo do sentimento identitário comum a todos os condeixenses. A Igreja Matriz, as inúmeras casas apalaçadas ou a riqueza do património gastronómico, de que se destaca o cabrito, as escarpiadas e outros produtos endógenos da serra de Sicó, são outros argumentos para visitar a vila de Condeixa.

Para além do espólio permanente, o Museu PO.RO.S apresenta até dia 2 de outubro, na sua sala de exposições temporárias, a exposição “Filhos de uma Terra de Artistas” dedicada ao pintor Manuel Filipe e ao escritor Fernando Namora, que partilharam a mesma terra natal, Condeixa, e que se notabilizaram no neorrealismo português.

Promovida em colaboração com a Casa Museu Fernando Namora e com o apoio da Câmara Municipal de Condeixa, a exposição cruza dois olhares que veem o mesmo mundo e que o retratam com a mesma força: a pintura de Manuel Filipe em estreito diálogo com a narrativa de Fernando Namora.

 

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com