Conecte-se connosco

Coimbra

Vai aparecer um novo filme sobre Fátima

Publicado

em

Uma co-produção de âmbito internacional, que junta as produtoras norte-americanas Origin Entertainment, Rose Pictures e Braven Films e a produtora italiana Cinecittà Studios, prepara o remake do filme da Warner Classic “The Miracle of Our Lady of Fatima”, datado de 1952, sobre as Aparições de Fátima. O filme é apresentado em Cannes a 13 de maio próximo.

FÁTIMA

A iniciativa é privada, terá como título “Fátima”, conta com investidores de vários países e as filmagens decorrerão maioritariamente em Roma, Itália, nos estúdios da Cinecittà, a partir do mês de agosto.

Os trabalhos de realização do filme “Fátima”, cujo guião se centra sobretudo nos acontecimentos ocorridos na Cova da Irias a 13 de outubro de 1917, que viriam a ser conhecidos como “O Milagre do Sol”, estão a cargo de uma vasta equipa de profissionais, dirigida pelo realizador italiano Marco Pontecorvo (www.imdb.com/name/nm0690602)
 
Natasha Howes, da equipa de produção, revela que “foram pensados vários diretores para o trabalho de realização deste filme”, mas que a escolha recaiu em Marco Pontecorvo, “pelo seu desenvolvido sentido de estilo visual, visível em filmes como ‘Game of Thrones” [em Portugal, “A Guerra dos Tronos”]”.

O papel de Lúcia caberá a Allegra Allen, uma actriz inglesa de 10 anos de idade que recentemente contracenou com Antonio Banderas no filme “Altamira”.

O anúncio oficial do filme “Fátima” está agendado para 13 de maio deste ano, em Cannes. Aquando da realização do Festival Internacional do Filme, que decorre de 11 a 22 de maio, “no momento em que as estrelas do mundo do Cinema estiverem a pisar a passadeira vermelha, este trabalho cinematográfico e todas as pessoas nele envolvidas estará a ser confiado a Deus, com a celebração de uma eucaristia, na Igreja de Nossa Senhora da Boa Viagem, próximo do local onde decorre o festival de cinema”, revela Natasha Howes.

Convidado a tomar conhecimento deste projeto e a rever o guião, o Santuário de Fátima reconhece a importância da mega-produção cinematográfica para a difusão da mensagem de Fátima. Na pessoa do vice-reitor, padre Vítor Coutinho, o Santuário de Fátima sublinha, em mensagem enviada à produtora Natasha Howes, que a Instituição “acredita que esta é uma boa iniciativa” e que “espera que possa ser alcançada, como é desejo [dos seus promotores]”. “[O filme] Poderá vir a ser um bom instrumento para a difusão da mensagem de Fátima”, acrescenta o sacerdote.

James T. Volk, fundador e diretor-geral da Origin Entertainment, e Rose Ganguzza, da Rose Pictures, serão os produtores principais de “Fátima”. O guião foi desenvolvido pela Origin com a colaboração da escritora americana Barbara Nicolosi, fundadora da associação de escritores e guionistas católicos, nos Estados Unidos da América.

A co-produção conta com um conjunto de investidores, maioritariamente norte-americanos, que garantem o desenvolvimento do projeto, mas está aberta à colaboração e financiamento de investidores portugueses que se identifiquem com o filme e que lhe possam trazer um maior impacto, já que é esperado que “Fátima” contribua para a promoção do próprio país, Portugal, à escala universal, mas sobretudo junto do mundo Católico. A mega-produção cinematográfica está orçada em US$12 milhões.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade