Conecte-se connosco

Cidade

O que vai acontecer ao Itália?

Publicado

em

Manuel Machado, Presidente da Câmara Municipal de Coimbra, mandou comprar a Fonte Cibernética que dá mais vida ao Mondego para, como ele disse, “assinalar” o desassoreamento do rio, cujo concurso público deverá ser aprovado na reunião de segunda-feira da autarquia local.

IMG_5723

O autarca também avançou com o processo de reconstrução dos muros das margens, com a ponte para bicicletas e pediu ao arquitecto Camilo Cortesão para projectar mais um piso nos estabelecimentos do Parque Verde, motivo pelo qual até deve ter agradecido à CDU por esta ter pedido para a Câmara não avançar com o concurso publico que supostamente iria permitir que o complexo funcionasse já este verão.

Assim, numa altura em Manuel Machado, Presidente da Câmara Municipal de Coimbra está a começar a fazer o que há muito devia ter sido feito no leito e marginal do Rio Mondego, Notícias de Coimbra quer saber quais os planos da autarquia para a requalificação do espaço onde funciona o Restaurante Itália, um edifício propriedade do município.

Apesar das perguntas do NDC serem muito concretas, os serviços de imprensa ainda não responderam ao que pretendemos saber desde o inicio do mês.

Questões muito simples,  como a duração do contrato existente entre as partes (há contrato em vigor, não há), o valor da renda ou quem é a entidade que explora aquele bem da autarquia, continuam sem resposta.

itália

Depois das cheias de janeiro e fevereiro, também nos pareceu pertinente perguntar se foi efectuada alguma vistoria ao edifício, que, como pode ser visto, está suportado em 3 pilares assentes no leito do rio.

Situado no sopé da colina universitária, o Itália já faz parte do “postal ilustrado” de Coimbra. Nas últimas duas décadas foi aumentando as áreas onde presta os seus serviços de restauração. 

Recordamos que num dos mandatos da anterior maioria PSD/CDS/PPM chegou a ser apresentada uma maquete daquele que poderia ser o futuro edifício de restauração do Parque Manuel Braga, mas o luxuoso projecto nunca chegou a ver a “luz do rio”.

 

 

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link