Conecte-se connosco

Saúde

Vacinação em Coimbra arranca esta quinta-feira nos centros de saúde

Publicado

em

A campanha sazonal contra a Covid-19 e a gripe arrancou esta quarta-feira em várias unidades de saúde do país. Em Coimbra, o arranque está marcado para esta quinta feira 8 de setembro, e o processo vai decorrer nos centros de saúde, confirmou ao Notícias de Coimbra fonte da Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC).

A vacinação fez-se esta quarta-feira nos centros de Braga, Gondomar, Aveiro, Pombal, Amadora, Cascais, Ajuda, Carnaxide, Mafra, Évora e Tavira. A partir de amanhã, o processo generaliza-se a todo o dispositivo.

Em Coimbra será feito nos diferentes centros de saúde, por convocatória, avançou ao NDC fonte da ARSC. À semelhança do que tem ocorrido, o processo de vacinação realiza-se por faixa etária decrescente, dando prioridade às pessoas com comorbilidades associadas.

A campanha abrange cerca de três milhões de portugueses, sendo, que, pela primeira vez, serão utilizadas vacinas adaptadas à variante Ómicron, mas apenas para efeito de reforço vacinal. O processo vai prolongar-se durante 100 dias, estando previsto terminar a 17 de dezembro.

Nesta campanha de vacinação, e para quem já tem o esquema primário completo, serão utilizadas duas vacinas mais adaptadas à variante Ómicron. Em causa está a vacina da Pfizer/BioNTech adaptada à linhagem B.A.1 da variante Ómicron, bem como a vacina “bivalent Original/Omicron BA.1″, desenvolvida pela Moderna, aprovadas na quinta-feira passada pela Agência Europeia do Medicamento, e recomendadas para utentes a partir dos 12 anos.

Por outro lado, quem ainda não completou o esquema primário de vacinação contra a Covid-19, será vacinado com as vacinas originais. Para o efeito, já chegaram a Portugal cerca de 650 mil doses da vacina Comirnaty (desenvolvida pelo consórcio Pfizer/BioNTech) adaptada à variante Ómicron, estando previsto que cheguem as primeiras 110 mil doses da vacina Spikevax, da farmacêutica Moderna, também adaptada à variante Ómicron, na sexta-feira.

No que toca à vacina contra a gripe também vai ser utilizada, pela primeira vez, uma vacina de “dose elevada”, com composição antigénica “quatro vezes superior à fórmula padrão”, que lhe confere “eficácia superior”, sinalizou Graça Freitas, Diretora Geral da Saúde.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) recomenda a vacinação sazonal contra a Covid-19 aos seguintes grupos:

  • Pessoas com 60 ou mais anos de idade;
  • Residentes ou profissionais de Estabelecimentos Residenciais Para Idosos (ERPI) e na Rede Nacional de Cuidados Continuados;
  • Pessoas com 12 ou mais anos de idade com patologias de risco (nomeadamente pessoas que sofrem de imunossupressão, transplantados, entre outros)
  • Grávidas com 18 ou mais anos de idade e doenças definidas pela norma 002/2021 publicada pela Direção Geral da Saúde;
  • Profissionais de saúde e outros prestadores de cuidados.

Já no que toca à vacinação contra a gripe, a DGS recomenda a vacinação dos seguintes grupos populacionais:

  • Pessoas com 65 ou mais anos de idade;
  • Residentes em ERPI e na rede nacional cuidados continuados;
  • Crianças com seis ou mais meses com patologias crónicas associadas;
  • Doentes crónicos e imunodeprimidos:
  • Grávidas sem limite de idade;
  • Profissionais de saúde e outros profissionais prestadores de cuidados;

A vacinação sazonal contra a Covid-19 será administrada com três meses de intervalo desde a última dose ou infeção.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com