Universidade

Universidade de Coimbra promete continuar a preservar património classificado

Notícias de Coimbra com Lusa | 1 ano atrás em 17-03-2023

O reitor da Universidade de Coimbra, Amílcar Falcão, garantiu hoje que vai continuar a preservar e a desenvolver o património desta instituição de ensino superior conimbricense, classificada há dez anos como Património Mundial da UNESCO.

PUBLICIDADE

“A Universidade de Coimbra irá cumprir o seu papel, como sempre faz, e estaremos, naturalmente no âmbito da [Associação] Ruas, a preservar, a proteger e a desenvolver o património classificado, porque é uma classificação muito relevante para a cidade, para a região e para o país”, alegou.

Durante a apresentação do programa comemorativo dos 10 anos da classificação da Universidade de Coimbra, Alta e Sofia como Património Mundial da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), Amílcar Falcão realçou que está concluída a intervenção de parte do Colégio da Graça.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

“Andamos há anos a tentar conseguir ficar com o resto do Colégio da Graça, que está na posse do Ministério da Defesa, para requalificação. Com algumas mudanças nos ministérios e nas pessoas que tomam decisões, não tem sido fácil, mas quero acreditar que dentro de algum tempo, não muito, consigamos ter o Colégio da Graça connosco e ficar com o Polo 0 completo”, referiu.

PUBLICIDADE

O reitor da Universidade de Coimbra destacou que também o Paço das Escolas e a Biblioteca Joanina vêm sendo alvo de obras de preservação, demonstrando que “já se fez bastante” em termos de preservação de património, embora ainda haja “bastante mais para fazer”.

“Creio que temos muito para fazer, quer na Universidade, quer na Alta, quer na [rua] Sofia. Devemos fazer tudo o que tiver ao nosso alcance”, sustentou.

Na sua intervenção, Amílcar Falcão recordou também que a Universidade de Coimbra é a única de cinco universidades classificadas pela UNESCO, reconhecida tanto pela sua componente material como imaterial.

“Creio que é algo que nós temos de saber preservar e potenciar. É esse o nosso propósito e estamos todos unidos nessa causa”, indicou, acrescentando ainda que irá nomear, em momento oportuno, um curador do património da Universidade de Coimbra, para “dar outro impulso à utilização do património”.

Ao vice-reitor Alfredo Dias coube aludir a parte do programa comemorativo dos 10 anos da classificação da Universidade de Coimbra, Alta e Sofia como Património Mundial da UNESCO, que irá contemplar colóquios e debates, bem como a apresentação de alguns projetos, fomentando a discussão e o envolvimento da comunidade.

Entre estes exemplos estará o projeto para a requalificação e funcionalização de toda a zona da Associação Académica e Jardins da Associação até ao Colégio de São Jerónimo, bem como o projeto global do Colégio das Artes.

“Vamos apresentar também o projeto que começou há uns anos” e “já está na sua fase final e que consideramos ser um bom exemplo de intervenção no edificado, que é a requalificação do Paço das Escolas. Está já muito adiantada e esperamos que possa ser terminada daqui por um ano, um ano e meio”, informou.

Sobre o programa das comemorações, disse ainda que este estará organizado em três momentos, sendo que o primeiro corresponde ao início das comemorações, o outro à data de classificação (mês de junho) e o último momento ocorrerá no quarto trimestre do ano, com a apresentação do Plano de Gestão, que corresponderá à estratégia para a gestão do Bem nos próximos anos.

Já o vice-reitor Delfim Leão indicou que as comemorações arrancam dia 22 de março, com o lançamento da livro “Cinco Joias de Coimbra: Património Mundial da Humanidade”, na Capela de São Miguel da Universidade de Coimbra.

Do programa destacou o Concerto Comemorativo do 10º Aniversário da Classificação UNESCO intitulado “No Princípio Era o Fado”, que terá lugar a 22 de maio, no Pátio das Escolas da Universidade de Coimbra, bem como um debate, no dia 05 de junho, que tem como tema central a Canção de Coimbra.

Destaque ainda para o Colóquio Internacional – Gestão Sustentável de Bens do Património Mundial, no dia 21 de junho, e para o IV Encontro Nacional Universidade e Cultura, no dia 16 de novembro.

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE