Mundo

União Europeia critica EUA por apelo à contenção de Telavive enquanto fornece armas

Notícias de Coimbra com Lusa | 1 semana atrás em 12-02-2024

O alto-representante da União Europeia (UE) para os Negócios Estrangeiros criticou esta segunda-feira 12 de fevereiro a postura dos Estados Unidos da América (EUA) de apelarem à contenção de Israel em Gaza, mas continuarem a fornecer armamento.

PUBLICIDADE

“Até o Presidente dos EUA disse ontem [domingo] que as operações [militares de Israel] já são desproporcionadas, excessivas, que o número de vítimas mortais é intolerável”, sustentou Josep Borrell, à entrada para uma reunião com os ministros da UE com a pasta do desenvolvimento, em Bruxelas.

PUBLICIDADE

O chefe da diplomacia europeia pediu a Washington “mais do que palavras”.

PUBLICIDADE

publicidade

“A UE também acredita que o número de vítimas mortais é intolerável, há possibilidade de o fazer baixar? A UE não está a fornecer armas a Israel, outros estão”, acrescentou Josep Borrell.

Os governantes europeus reúnem-se hoje com o subsecretário-geral das Nações Unidas e responsável pela Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina no Próximo Oriente (UNRWA) Philippe Lazzarini.

PUBLICIDADE

O responsável da principal agência das Nações Unidas para apoiar a população palestiniana vai fazer um ponto de situação sobre as contribuições para a organização e também o inquérito que está em curso para averiguar a alegada participação de elementos da organização nos atentados de 07 de outubro de 2023 em Israel.

A acusação foi feita por Telavive e levou vários países a suspenderem o apoio à agência.

Portugal e outros países optaram pelo reforço das contribuições, face à suspensão do financiamento de outros países, como o Reino Unido e a Alemanha.

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com