Coimbra

União de Coimbra questiona “aparatosa intervenção” da PSP na Arregaça

Notícias de Coimbra | 6 anos atrás em 01-11-2018

No dia 28 de outubro de 2018, pelas 16:15, na zona da Arregaça, em Coimbra, foi detido por elementos da PSP, um cidadão de 50 anos, pela prática do Crime de Injúrias a Agente de Autoridade.

PUBLICIDADE

O Clube União 1919 (sucessor do União de Coimbra) reage ao que aconteceu salientando que “a pedagogia é um elemento fundamental e prévio no exercício da autoridade”.

Segundo a PSP, a “detenção foi motivada, no momento em que os agentes se encontravam no exercício das suas funções, a autuar diversas viaturas que se encontravam nas imediações do campo de futebol da Arregaça, a impedir a passagem de peões, ato este, que não agradou ao ora detido, que no imediato começou a proferir injúrias dirigidas aos agentes que lhe deram voz de detenção”.

PUBLICIDADE

“Se a autoridade policial que se deslocou à Arregaça no passado domingo, na altura em que decorria um jogo de futebol de seniores tivesse, no exercício das suas funções, chamado um dirigente do clube para pedir que os espectadores retirassem os veículos (mais de uma vintena) que se encontravam em cima do passeio evitando-se, assim, a passagem de multas e não teria havido necessidade da aparatosa intervenção policial”, frisa o Clube União 1919.

O emblema da Arregaça aproveita para recordar que “todos os conimbricenses, inclusive os agentes da autoridade, conhecem os constrangimentos de estacionamento naquela zona da cidade”.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

O clube liderado pelo juiz João Trindade garante que nenhum dos veículos estava a impedir a passagem para alguma garagem ou estacionamento.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE