Portugal

“Um dia muito triste. Mataram-na”: Grávida da Murtosa fazia 34 anos

Notícias de Coimbra | 3 semanas atrás em 28-05-2024

Esta segunda-feira, 27 de maio, Mónica Silva fazia 34 anos. “Foi um dia triste, mataram-na”, realça a tia da grávida que está desaparecida na Murtosa.

PUBLICIDADE

Fernando Valente ” é um assassino, matou a minha sobrinha, o bebé e matou os dois corações dos filhos de Mónica, que ficaram sem a mãe”, frisa Filomena silva.

Entretanto, Fernando Valente, o principal suspeito pelo desaparecimento da grávida da Murtosa, apresentou queixa à GNR da tia de Mónica Silva e de outros familiares por difamação.

PUBLICIDADE

“Apresentou queixa contra mim e mais familiares por difamação”, contou à CMTV  Filomena Silva, adiantando que o empresário diz que esta lhe chamou “assassino”.

A grávida desapareceu a 3 de outubro do ano passado, na Murtosa. A mulher terá saído de casa na noite desse mesmo dia, alegando ir ao café e, no regresso, ligou aos filhos (de 11 e 14 anos) a dizer que estava a voltar para casa, algo que nunca chegou a concretizar-se.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

O seu telemóvel foi desligado no próprio dia, tendo dado sinal 24 horas depois no Alentejo, no concelho de Cuba, onde Fernando Valente tem uma propriedade.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE