Primeira Página

ULS de Coimbra disponibiliza tecnologia avançada para doentes com diabetes

Notícias de Coimbra | 4 semanas atrás em 20-06-2024

O Serviço de Endocrinologia, Diabetes e Metabolismo da Unidade Local de  Saúde (ULS) de Coimbra é atualmente um dos centros do país com maior  número de doentes diabetes mellitus tipo 1 em seguimento. A instituição tem atualmente 61 doentes sob sistema automático de administração de insulina  (SAAI) Medtronic Minimed® 780G, integrados num programa nacional de  colocação destes sistemas, iniciado em 2022. 

PUBLICIDADE

“Esta nova modalidade de tratamento permitiu melhorar consideravelmente o  controlo glicémico dos doentes, nomeadamente, verificou-se um aumento do  tempo no alvo (período com valores de glicémia dentro do intervalo considerado  de bom controlo glicémico) em cerca de 15%, redução do tempo em  hiperglicemia em 12% e diminuição das hipoglicémias (glicémia < 70 mg/dL) em  cerca de 3,5%”, explica Luísa Barros, Médica Endocrinologista e Coordenadora  do Centro de Tratamento com Perfusão Subcutânea Contínua de Insulina (PSCI)  da ULS de Coimbra. 

“Para além do melhor controlo da doença e prevenção de futuras complicações,  os doentes sob esta modalidade terapêutica, reportam grande melhoria na sua  qualidade de vida. Esta tecnologia mais avançada para o tratamento da diabetes  tipo 1 é, sem dúvida, um passo muito relevante no tratamento das pessoas  afetadas por esta doença”, destaca a especialista. 

PUBLICIDADE

A diabetes mellitus tipo 1 é uma doença crónica cujo tratamento exige grande  colaboração das pessoas afetadas. O tratamento tradicional contempla a  avaliação de glicemia capilar e múltiplas administrações diárias de insulina. Por  este motivo, nos últimos anos, assistiu-se a uma alteração no paradigma do  tratamento desta doença. Há agora sistemas de perfusão subcutânea contínua  de insulina (“bombas de insulina”), sendo os sistemas automáticos de circuito  fechado o mais recente avanço tecnológico.

Esta tecnologia permite avaliar de forma contínua o valor de glicose intersticial  através de um sensor subcutâneo, que comunica com o dispositivo, permitindo  a perfusão contínua de insulina, de forma automática, através de um algoritmo. 

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

Recorde-se que a ULS de Coimbra está a formar equipas de profissionais de  saúde envolvidas no desenvolvimento do primeiro Percurso Clínico Integrado  (PCI) para a Diabetes. A introdução de doentes neste PCI começa esta semana,  com quatro unidades: a USF Norton de Matos, a USF Mondego e a USF Manuel  da Cunhas — as três em Coimbra — e a USF Terras D’Uvária, em Oliveira do  Hospital. A ULS de Coimbra está a implementar a UpHill para digitalizar e  automatizar as jornadas de cuidados, com especial enfoque na gestão da  doença crónica. Os PCI permitem estar mais próximo dos utentes e aumentar a  capacidade e a qualidade da resposta. Atualmente, mais de 200 profissionais de  saúde desenvolvem percursos clínicos nas mais variadas áreas: depressão,  cancro do colo do reto, lombalgias, gravidez de baixo e elevado risco, doentes  com necessidade de cuidados paliativos, seguindo-se outras áreas. 

A ULS de Coimbra tem como missão prestar cuidados de saúde integrados, de  elevada qualidade e centrados nas pessoas, para melhorar a saúde e bem-estar  da nossa comunidade, e a ambição de ser a unidade de saúde portuguesa com  melhor serviço ao cidadão, inovação na prestação de cuidados, e satisfação  profissional.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE