Saúde

ULS de Coimbra apela à dádiva. “Pode efetivamente salvar uma vida”

Notícias de Coimbra | 1 mês atrás em 13-06-2024

Celebra-se amanhã, 14 de junho, o Dia Mundial do Dador de Sangue e, a propósito desta data, o Serviço de Sangue e de Medicina Transfusional da Unidade Local de Saúde (ULS) de Coimbra “agradece aos milhares de Dadores que se inscrevem anualmente no Serviço de Sangue da ULS de Coimbra”. Só em 2023, inscreveram-se cerca de 15000 dadores, um número que os responsáveis consideram “notável”.

PUBLICIDADE

José Gama, técnico responsável pela Gestão da Dádiva do Serviço de Sangue e de Medicina Transfusional da ULS de Coimbra, frisa que “só nos tem sido possível salvar tantas vidas graças à generosidade dos nossos dadores de sangue”, apelando a que esta onda de solidariedade se mantenha, porque “os doentes contam com ela”.

“Todas as pessoas com mais de 18 anos e menos de 65 anos, com mais de 50 kg e saudáveis podem fazer a sua dádiva no posto de colheita de sangue, localizado nos Hospitais da Universidade de Coimbra (Pavilhão Azul, nos Blocos de Celas), que funciona de segunda a sexta-feira, das 9 horas às 13 horas e das 14 horas às 17 horas. Aos sábados, domingos e feriados o horário é das 9 horas às 13 horas e das 14 horas às 16 horas”, explica José Gama, relembrando, ainda, que “não é necessário agendar a dádiva”.

PUBLICIDADE

“Em Portugal, temos assistido nos últimos tempos a alguma instabilidade nas reservas de sangue e componentes sanguíneos. Para mantermos esta reserva estratégica na ULS de Coimbra necessitamos que os dadores façam a sua dádiva de forma regular e faseada ao longo do tempo, nomeadamente nos períodos de férias”, refere.

“Para contrariar a redução da dádiva, que decorre do envelhecimento populacional, é importante apelar à mobilização da dádiva entre os mais jovens e deixo aqui esse apelo: se é jovem, saudável e reúne as condições para dádiva, faça-o, porque isso pode efetivamente salvar uma vida”, apela.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

Cláudia Nazareth, Diretora Clínica para a área dos cuidados de saúde hospitalares da ULS de Coimbra, destaca que “o Serviço de Sangue e de Medicina Transfusional da ULS de Coimbra tem procurado promover uma cultura de dádiva regular de sangue entre os jovens e o público em geral e, assim, aumentar a diversidade e a sustentabilidade de dadores de sangue”.

Este trabalho segundo a responsável, deve-se “à dedicação diária de todos os profissionais envolvidos na atividade de colheita de sangue e transfusão na ULS de Coimbra, mas também ao notável contributo voluntário das várias associações, instituições públicas, privadas e religiosas e empresas que solidariamente colaboram diariamente com esta missão de responsabilidade social que é a dádiva de sangue”.

Os objetivos da campanha da OMS para o Dia Mundial do Dador de Sangue deste ano é celebrar a generosidade e agradecer aos dadores voluntários de sangue que contribuem para a saúde e o bem-estar de milhões de pessoas

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE