Conecte-se connosco

Turismo do Centro lança campanha para atrair mais turistas para a região

Publicado

em

A Turismo do Centro anunciou hoje que vai lançar uma “campanha de comunicação e promoção” destinada a atrair turistas nacionais e estrangeiros para a região, fortemente afetada pelos incêndios que lavraram esta semana em nove concelhos.

rocas

Visitar o Centro do país “é uma boa maneira de expressar solidariedade com as populações afetadas pelos incêndios”, disse à agência Lusa o presidente da Turismo do Centro, Pedro Machado, adiantando que as chamas pouparam a grande maioria das infraestruturas turísticas situadas nas áreas ardidas.

“Este é o tempo para nenhum português deixar de visitar o Centro de Portugal”, referiu Pedro Machado, acrescentando que uma boa maneira de expressar solidariedade com as populações afetadas pelos incêndios é “ajudar a manter em funcionamento os empreendimentos hoteleiros e de restauração” situados na região.

Pedro Machado expressou solidariedade com as vítimas dos incêndios, garantiu que a Entidade Regional que dirige tem acompanhado de perto a situação e avançou que, “felizmente”, não existem grandes prejuízos materiais nas empresas do setor.

A Turismo do Centro tem trabalhado de perto com a ADXTUR – Agência para o Desenvolvimento Turístico das Aldeias do Xisto (que gere a rede das 27 Aldeias do Xisto distribuídas pelo interior da Região Centro de Portugal), com a Turismo de Portugal e com a CCDRC – Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro.

“Fizemos um levantamento detalhado da situação, empreendimento a empreendimento, e podemos garantir que está tudo a funcionar em segurança. Não há razão para cancelar reservas, antes pelo contrário”, garantiu Pedro Machado.

Para além da campanha de promoção da região, a Turismo do Centro vai também reforçar a colaboração com a APAVT (Associação Portuguesa das Agências de Viagem e Turismo) no sentido de atrair visitantes nacionais e estrangeiros.

Fruto desta colaboração, a Turismo do Centro assegurou para 2017 o estatuto de “Destino Preferido” da Confederação Europeia das Associações de Agências de Viagens e Operadores Turísticos Europeus, entidade que representa mais de 80 mil agências de viagens e operadores turísticos.

Com uma área que engloba cem municípios, o que a torna a maior e mais diversificada área turística nacional, a Entidade Regional Turismo Centro de Portugal tem vindo a consolidar desde 2013 “um projeto sólido e ambicioso” através de um plano de marketing que assume como prioridade o posicionamento “Centro de Portugal”.

Dois grandes incêndios deflagraram no sábado na região Centro, provocando 64 mortos e mais de 200 feridos, tendo obrigado à mobilização de mais de dois milhares de operacionais.

Estes incêndios, que deflagraram nos concelhos de Pedrógão Grande e Góis, consumiram um total de cerca de 50 mil hectares de floresta [o equivalente a 50 mil campos de futebol] e obrigaram à evacuação de dezenas de aldeias.

O fogo que deflagrou em Escalos Fundeiros, em Pedrógão Grande, no distrito de Leiria, alastrou a Figueiró dos Vinhos e a Castanheira de Pera, fazendo 64 mortos e mais de 200 feridos.

As chamas chegaram ainda aos distritos de Castelo Branco, através do concelho da Sertã, e de Coimbra, pela Pampilhosa da Serra, mas o fogo foi dado como dominado na quarta-feira à tarde.

O incêndio que teve início no concelho de Góis, no distrito de Coimbra, atingiu também Arganil e Pampilhosa da Serra, sem fazer vítimas mortais. Ficou dominado na manhã de quinta-feira.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com