Conecte-se connosco

Coimbra

Troço de Arganil no Rali de Portugal tem mais 5 km e nova Zona Espetáculo

Publicado

em

O município de Arganil, distrito de Coimbra, divulgou hoje o Guia do Espetador para a classificativa do Rali de Portugal, que se cumpre no dia 21 e tem mais cinco quilómetros de extensão e uma nova zona espetáculo.

Em nota de imprensa enviada à agência Lusa, a Câmara Municipal explica que a prova especial de classificação com 18,82 quilómetros (km), será efetuada por duas vezes pelos concorrentes: Arganil 1, a terceira classificativa do rali de Portugal, está agendada para as 10:08 e Arganil 2, a sexta prova de classificação, às 14:38, já após um reagrupamento dos concorrentes no parque urbano do Sub-Paço, no centro de Arganil, cuja chegada do primeiro carro está prevista para as 10:43.

Para o público existem três Zonas Espetáculo (ZE) devidamente assinaladas: o acesso às ZE 13 e 15 “faz-se através da vila de Côja, no sentido Esculca/Luadas”, enquanto para chegar à ZE 14, os espetadores têm de seguir em direção a Selada das Eiras/Cepos e Teixeira.

“O trânsito encontra-se cortado no sentido contrário, por forma a que seja libertado espaço para estacionamento ao longo da via. Vai ser, ainda, permitido estacionar em parques devidamente autorizados. Siga as indicações da GNR presente no local”, frisa o município de Arganil.

O comunicado avisa ainda que “devido ao tipo de terreno montanhoso da Serra do Açor, o espaço destinado a estacionamento será reduzido”.

“Vá com tempo. Planeie bem a sua deslocação, já que quanto mais tarde chegar, mais longe vai ficar e pode ter que andar muito a pé para chegar às ZE”, acrescenta.

Já o acesso a qualquer uma das três Zonas Espetáculo do troço de Arganil “só será permitido” a partir das 05:00 de sexta-feira, dia 21, e, tal como sucede em todas as provas de classificação do Rali de Portugal “será interdito o acesso de espetadores pelo início e pelo final do troço”.

O município garante que as três ZE são “amplas” e “devidamente preparadas” para que o público possa assistir em segurança à passagem dos carros de rali e avisa que “todas as restantes áreas ao longo do troço são interditas ao público”.

Devido às restrições face à pandemia de covid-19, a Câmara Municipal de Arganil alerta ainda os espetadores que não foi autorizada “a concessão de quiosques no interior das Zonas Espetáculo”, aconselhando os espetadores a prevenirem-se “antes de rumar à serra para acompanhar a classificativa”.

“Faça-se acompanhar de comida e bebida que o mantenham confortável e o façam ter estômago para as emoções fortes de um dia que se adivinha longo e repleto de manobras ousadas”, afirma a nota, acrescentando que “a alternativa aos lanches caseiros passa pela restauração local”.

Quanto à localização das Zonas Espetáculo, a ZE 13 possui cerca de um quilómetro de extensão, situa-se junto à localidade de Pai das Donas, na freguesia de Benfeita, e o público “consegue avistar uma extensão de aproximadamente 7 km de estrada”: “O espetáculo está garantido nesta ampla encosta, que inclui duas curvas particularmente fechadas, onde os pilotos vão ser colocados à prova e mostrar toda a sua técnica e perícia”, enfatiza a nota.

A ZE 15 fica junto ao reservatório de água da localidade de Esculca, possui cerca de 500 metros e “destaca-se por apresentar excelente visibilidade, permitindo ao público acompanhar a trajetória dos concorrentes e as variações de velocidade a que os pilotos estão sujeitos, numa extensão de 2 km”.

Já a ZE 14 “fica situada na zona alta do troço” de Arganil e o acesso faz-se em direção ao posto de vigia de Monte Redondo, na freguesia de Folques, e o município pede que a chegada a esta Zona Espetáculo seja feita “preferencialmente em viatura todo-o-terreno”.

“Devido à inclinação acentuada desta estrada não pavimentada, os espetadores que se deslocarem em veículos ligeiros vão ter de abandonar a ZE pelo troço da prova, havendo a necessidade de permanecerem no local até à passagem do carro-vassoura antes de rumarem a casa”, sublinha.

A passagem do Rali de Portugal por Arganil irá obrigar a diversos condicionamentos e cortes totais de trânsito – nomeadamente na sede do concelho e em Folques, Cepos, Benfeita e Côja – a partir das 17:00 de dia 20, quinta-feira, até às 18:00 de dia 21.

A exceção, nota a Câmara Municipal, será entre as 05:00 e as 08:00 de dia 21 “em que se poderá circular em todas as vias, de forma condicionada, permitindo não só a chegada do público às ZE, como a deslocação dos munícipes para os seus locais de trabalho”.

“Além dos transportes públicos, residentes e trabalhadores vão ter acesso aos locais interditos mediante apresentação de um comprovativo de morada aos elementos da GNR presentes no terreno”, sublinha o comunicado.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link