Conecte-se connosco

CHUC

Trânsito vai estar condicionado nos Hospitais de Coimbra. Saiba quando e porquê

Publicado

em

A construção do troço do Sistema de Mobilidade do Mondego junto ao Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) está “em fase de arranque”, com os maiores condicionamentos do trânsito a começarem no dia 19.

Os condicionamentos programados para arrancar a partir de dia 19 deverão manter-se até maio de 2023, no âmbito das obras do troço urbano do Sistema de Mobilidade do Mondego (SMM) entre Aeminium – Hospital Pediátrico, obra a cargo da Infraestruturas de Portugal (IP), afirmou hoje a vereadora da Câmara de Coimbra com o pelouro dos transportes, Ana Bastos.

O plano de sinalização temporária prevê “alterações nos acessos ao complexo hospitalar, tirando partido das diversas estradas existentes, passando a generalidade dos acessos a ser efetuada através da entrada norte situada junto à rotunda junto ao Hospital Pediátrico”, na avenida Afonso Romão, referiu a vereadora, que falava no período antes da ordem do dia, durante a reunião do executivo de Coimbra, que decorre hoje.

O acesso através da rotunda Mota Pinto e o acesso através da avenida Bissaya Barreto (via que passa pelo IPO de Coimbra) passam a estar limitados “às urgências e transportes públicos”, informou.

“Tal alteração aos acessos está associada à alteração do sentido de circulação na via de acesso às consultas externas, a qual passará a assumir o sentido nascente poente, associada a um forte condicionamento ao estacionamento”, realçou.

Ao mesmo tempo, a intervenção do SMM prevê a construção de um muro de suporte no cruzamento da rua São Teotónio com a alameda Armando Gonçalves, o que irá obrigar a “um estreitamento da via, para a execução dos trabalhos em segurança e assegurar um corredor para a passagem de peões”.

Em paralelo, “estão previstas algumas alterações ao trânsito nas vias de aproximação” ao Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC), devendo a via esquerda ascendente da rua Costa Simões ser reservada aos SMTUC (Serviços Municipalizados e Transportes Urbanos de Coimbra) e aos veículos de emergência.

“Os condicionamentos ao trânsito e acessibilidades obrigarão à colocação de sinalização de pré-aviso e de posição interior e exterior ao complexo dos HUC e dispositivos de segurança para separação de sentidos, assim como dissuasores ao estacionamento ilegal”, salientou.

Segundo Ana Bastos, será montado nos HUC “um posto de informação dos SMTUC e da Metro Mondego, a funcionar já nos próximos dias 15 e 16, associado a uma campanha de sensibilização e de promoção do transporte público, dando a conhecer a todos os interessados as linhas e horários que servem o complexo hospitalar, constrangimentos ao trânsito, assim como todas as informações relativas ao projeto em execução”.

“Também a linha vermelha da Ecovia, recentemente objeto de alteração do circuito, passando agora a servir a Estação Velha [Coimbra-B], estará disponível e em processo de monitorização constante de forma a avaliar eventuais necessidades de alargamento de horário de funcionamento”, acrescentou.

A vereadora aproveitou o momento para apelar aos cidadãos para usarem os transportes públicos no acesso ao CHUC, tendo voltado a recordar que a rua Olímpio Nicolau Fernandes, junto à Câmara de Coimbra, continua restrita ao acesso local e aos SMTUC.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com