Conecte-se connosco

Coimbra

Tráfego na Autoestrada Coimbra-Figueira aumentou 4,7%

Publicado

em

O tráfego da Brisa Concessão Rodoviária (BCR) aumentou 1,7% no primeiro trimestre deste ano, anunciou a empresa em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

O crescimento de 1,7% no tráfego médio diário segue-se a uma subida de 2,4% no quatro trimestre de 2013 e a quebras de 0,6% no terceiro trimestre de 2013 e de 4% no segundo trimestre de 2013.

“Depois de três anos consecutivos de queda, verificou-se um crescimento positivo de 1,7% do tráfego, o qual, descontando os efeitos de calendário, corresponde a um crescimento orgânico de 4,6%”, afirmou o administrador financeiro (CFO) da Brisa, João Azevedo Coutinho, numa declaração escrita enviada à Lusa.

João Azevedo Coutinho disse que “a tendência registada neste trimestre vem confirmar o ‘guidance’ para 2014, o qual aponta para um crescimento das receitas de portagem na ordem de 1,5%”, acrescentando que a Brisa encara os dados divulgados hoje “com um optimismo moderado”, mas considerando que “todos os indicadores apontam para uma recuperação sustentável e que se deve confirmar no decurso do ano”.

Entre as 11 concessões da BCR, apenas uma, a A13 – autoestrada Almeirim/Marateca, registou um decréscimo de tráfego (0,7%) no primeiro trimestre, tendo as restantes registado subidas.

Na A1 – Autoestrada do Norte o tráfego aumentou 1%, na A2 – Autoestrada do Sul 0,5%, na A3 – Autoestrada Porto/Valença 3,8%, na A4 – Autoestrada Porto/Amarante 3,2%, na A5 – Autoestrada da Costa do Estoril 2,7%, na A6 – Autoestrada Marateca/Caia 1,6%, na A9 – CREL (circular regional exterior de Lisboa) 3,2%, na A10 – Autoestrada Bucelas/Carregado/IC13 7,2%, na A12 – Autoestrada Setúbal/Montijo 2,9% e na A14 – Autoestrada Figueira da Foz/Coimbra 4,7%.

No comunicado, a BCR destaca o “crescimento positivo do tráfego orgânico (+4,6%), depois de três anos consecutivos de queda”.

A 26 de fevereiro, João Azevedo Coutinho disse à Lusa que o tráfego da BCR deverá crescer 1,5% em 2014, depois de no ano passado ter recuado 2,6%.

Em 2013, o lucro da BCR recuou 0,7%, face ao ano anterior, para os 27,5 milhões de euros.

O EBITDA (resultados antes de juros, impostos, amortizações e depreciações) ascendeu a 154,5 milhões de euros em 2013, uma subida de 2,2% em relação a 2012.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com