Conecte-se connosco

Cidade

Trabalhadores da Câmara de Coimbra vão ter programa de promoção da saúde mental

Publicado

em

A saúde mental foi um dos temas da reunião do executivo da Câmara de Coimbra, que aprovou por unanimidade a adesão à campanha nacional de promoção e prevenção denominada “Vamos falar”, desenvolvida pela Associação de Psicologia e Desenvolvimento Comunitária (APDC), com o apoio da Direção-Geral da Saúde (DGS), divulgou a autarquia.

Na reunião foi aprovada no mesmo ponto e por unanimidade a proposta de desenvolver um “programa interno de sensibilização para a saúde mental dirigido aos trabalhadores municipais, a lançar no Dia Mundial da Saúde Mental, 10 de outubro. As duas iniciativas serão formalizadas em protocolos a celebrar com a APDC, documentos esses que também serão analisados na mesma reunião do executivo.

A campanha é baseada numa outra que já foi desenvolvida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e segundo a vereadora socialista Regina Bento justifica-se “perante as novas angústias que surgem da pandemia, permitindo que as pessoas encontrem especialistas para as ajudar a enfrentar momentos mais complicados da vida”.

A campanha nacional de promoção e prevenção da saúde mental “Vamos falar” “tem como missão ajudar a conhecer, compreender, proteger e vigiar a saúde mental dos cidadãos, bem como quebrar o estigma associado à doença mental através de iniciativas que promovam a literacia nesta área”, lê-se na informação que vai ser analisada na próxima reunião do executivo municipal.

O mesmo documento acrescenta que mais de 40% dos portugueses sofrem, ao longo da vida, de alguma forma, de doenças mentais, nomeadamente depressão, ansiedade ou problemas com álcool e drogas e que 65% das pessoas com perturbações mentais não procura ajuda devido à desinformação e ao estigma.

Ora, nesse sentido, a APDC pretende, com a colaboração da CM Coimbra, “alcançar milhares de pessoas diagnosticadas com alguma forma de doença mental, através da divulgação da campanha ‘Vamos falar’, cujo objetivo é promover a sensibilização da comunidade para este tipo de problemas. A campanha passa pela promoção e divulgação de conteúdos audiovisuais, que irão passar nos canais digitais institucionais e também nos canais tradicionais, como a televisão, a rádio e os jornais. Pretende-se, desta forma, desenvolver uma dinâmica com as comunidades locais, de forma a esclarecer o que são as crenças e os mitos associados à saúde mental.

Em nota de imprensa, a CMC considerou o tema “relevante e pertinente, nomeadamente tendo em conta o contexto social provocado pela pandemia da COVID-19”, e que a parceria a desenvolver com a APDC tenha não só em conta a campanha “Vamos falar”, mas a realização de um programa de sensibilização para a saúde mental dirigido aos trabalhadores municipais, dado o ambiente de grande angústia e inquietude em que vivemos devido à pandemia. O lançamento do programa, que será realizado com o apoio da APDC, está previsto para o Dia Mundial da Saúde Mental, assinalado a 10 de outubro.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link