Empresas

Toyota admite irregularidades nas medições de potência em três motores a gasóleo

Notícias de Coimbra com Lusa | 3 meses atrás em 29-01-2024

 A Toyota revelou hoje que a filial Toyota Industries Corporation (TICO) cometeu irregularidades nas medições de potência de três motores a gasóleo fabricados pela empresa e instalados em 10 dos modelos de veículos vendidos a nível mundial.

PUBLICIDADE

Apesar de uma nova verificação tenha confirmado que os veículos “cumprem as normas legais”, a Toyota decidiu suspender temporariamente as exportações dos motores e dos modelos equipados com os mesmos componentes, informou a empresa japonesa em comunicado.

Tratam-se dos modelos Land Cruiser Prado, o Land Cruiser 300, a Hilux, o Fortuner e a carrinha Hiace.

PUBLICIDADE

publicidade

“Não é necessário deixar de utilizar os motores ou os veículos” em causa, declarou a empresa que pede desculpas pelos “incómodos e preocupações causados”.

O construtor explicou que as irregularidades consistiam no facto de, durante os testes de certificação, a TICO ter medido o desempenho da potência utilizando um programa de computador diferente do utilizado na produção em série, mostrando resultados que apresentavam menos variações.

PUBLICIDADE

O grupo Toyota tem estado envolvido numa série de irregularidades relacionadas com o controlo da qualidade dos veículos.

Recentemente uma filial da Daihatsu suspendeu as exportações a nível mundial depois de ter sido descoberto que os testes de segurança e as emissões da maioria dos modelos foram manipulados.

Em março de 2022, outra das filiais da Toyota, a Hino Motors, admitiu ter apresentado às autoridades japonesas dados fraudulentos sobre as emissões e economia de combustível.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE