Política

Tiros na receção da caravana do Chega? Afinal eram “rateres” de uma mota

Notícias de Coimbra com Lusa | 2 meses atrás em 22-02-2024

O presidente do Chega denunciou esta quarta-feira que a caravana do partido foi recebida por tiros em Vila Nova de Famalicão (Braga), mas a PSP esclareceu que os sons eram “‘rateres’ produzidos por um motociclo” integrado na comitiva.

PUBLICIDADE

André Ventura partilhou nas redes sociais esta quarta-feira que a caravana do Chega foi recebida por tiros em Vila Nova de Famalicão, numa publicação acompanhada por um vídeo que foi também partilhada pelo partido.

“A caravana do Chega é recebida por tiros em Famalicão. Tiros! Vamos permitir que os mesmos de sempre atuem com total impunidade?”, questionou o líder do partido, na mesma publicação, publicada pelas 19:45 desta quarta-feira.

PUBLICIDADE

publicidade

Em comunicado enviado pelas 23:00 de quarta-feira, o Comando Distrital da PSP de Braga referiu que no vídeo “é audível um som semelhante ao disparo de uma arma de fogo, que se repete por quatro vezes” durante a passagem de um camião e várias viaturas ligeiras na avenida Rebelo Mesquita, em Vila Nova de Famalicão, com imagens alusivas ao partido Chega.

Perante as partilhas do vídeo nas redes sociais, onde “é sugerido que a caravana do partido Chega foi recebida a tiro na cidade de Vila Nova de Famalicão”, a PSP frisou que constatou que “se tratava de ‘rateres’ produzidos por um motociclo que seguia na caravana”.

PUBLICIDADE

Esta força policial detalhou que no momento da passagem da caravana encontrava-se uma equipa da PSP em patrulhamento no recinto da feira que, ao aperceber-se dos sons, saiu do recinto e constatou a origem dos sons, descartando que foram disparos.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE