Conecte-se connosco

Lazer

Teatro Galego na Cerca de São Bernardo

Publicado

em

 A segunda edição da Mostra de Teatro Galego em Coimbra vai decorrer entre 18 e 21 de junho, no Teatro da Cerca de São Bernardo (TCSB), por iniciativa da companhia A Escola da Noite.

A mostra fará com que em Coimbra passe, naquele período, “algum do melhor teatro que atualmente se faz na Galiza”, sustentam os organizadores do festival, sublinhando que se deslocarão àquela cidade, para participarem no festival, Cándido Pazó, Sarabela Teatro, Teatro do Noroeste e Teatro do Morcego.

“Cabe ao autor, encenador e ator Cándido Pazó abrir a programação” da mostra (na noite de quarta-feira, 18 de junho), que “regressa a Coimbra com um novo monólogo, desta vez construído a partir de um clássico da literatura galega” – ‘Memórias dun neno labrego’ (‘Memórias de um menino camponês’), de Xosé Neira Vilas.

O texto, publicado em 1961, está “fortemente enraizado na cultura da Galiza, pelas marcas que transporta da memória coletiva de um povo, que ao longo das últimas décadas foi deixando de ser eminentemente rural, para “iniciar uma longa travessia rumo a um universo urbano, numa viagem cheia de intersecções e misturas” que explicam a sua moderna identidade”, refere, numa nota hoje divulgada, A Escola da Noite.

‘Memórias dun neno labrego’ de antigas crianças camponesas – ou de “filhos, netos, bisnetos e tetranetos de crianças camponesas” – remete para um universo, com o qual “os portugueses não terão dificuldade em identificar-se”, acredita a companhia de teatro A Escola da Noite.

O Sarabela Teatro, sediado em Ourense, “parceiro antigo de A Escola da Noite”, que já esteve em Coimbra em 2003, 2009 e 2013, propõe, na noite de quinta-feira, um texto do autor argentino Arístides Vargas.

‘A idade da pavía’ conta a história de nove mulheres de três gerações diferentes, sob um “realismo mágico”, em que o passado e as recordações são os protagonistas, incidindo sobre o público “emoções contraditórias e um sabor agridoce: o espetáculo mistura ironia, ternura e momentos de dor”.

Na noite de sexta-feira, 20 de junho, o Teatro do Noroeste apresentará ‘Linda and Freddy, ilusionistas’, peça que, a partir de um texto e com encenação de Eduardo Alonso, mostra um casal de ilusionistas num “cenário pós-crise”.

O festival termina, no dia 21, com o Teatro do Morcego, que, sob direção de Celso Parada, apresentará um texto com 500 anos, mas de uma “insólita atualidade”, de autor desconhecido – ‘A vida de Lazarino de Tormes e das suas fortunas e adversidades’.

Os preços dos bilhetes para os espetáculos da II Mostra de Teatro Galego, todos com início marcado para as 21:30, variam entre os cinco e os dez euros, podendo, no entanto, ser adquirida uma das assinaturas do TCSB, por 30 ou 50 euros, que dão direito a cinco ou a “dez mais uma” entradas, que podem ser utilizadas pela mesma pessoa em dias diferentes (cujos cartões têm a validade de 12 meses) ou por diferentes pessoas num mesmo espetáculo.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link