Conecte-se connosco

Lazer

Teatro Amador de Cantanhede com espetáculos em Cordinhã, Febres, Casal e Ançã

Publicado

em

O Ciclo de Teatro Amador de Cantanhede de 2015 prossegue no próximo fim de semana, desta vez com quatro espetáculos, em Cordinhã, Febres, Casal (Cadima) e Ançã, cumprindo-se assim mais uma etapa do programa de revitalização da atividade teatral que a Câmara Municipal tem vindo a promover desde há 17 edições, com participação das entidades associativas que desenvolvem atividade nesta área.

Teatro_Ass_Musical_Pocariça_Ciclo_Cantanhede_2015

O Grupo de Teatro “Cordinha d’Água”, do Rancho Folclórico Os Lavradores de Cordinhã, apresenta-se perante o público seu conterrâneo, na sede da Associação de Instrução e Recreio de Cordinhã, no sábado, 14 de fevereiro, às 21:30, com duas peças. “O que era e o que é”, escrita por Rosa Santos, remete para quadros sociais de há uns anos atrás, outros tempos que evidenciam notórias diferenças relativamente aos dias de hoje; “A menina e o Cisne”, adaptação de Olga Gomes do livro infantil homónimo de Rosa Lobato Faria, é uma alegoria sobre o triunfo do Amor como corolário da eterna luta entre o bem e o mal.

Também no sábado, às 21h30, o grupo de teatro das Pequenas Vozes de Febres estreiam no Salão Paroquial de Febres “Frozen – O Reino do Gelo”, uma fantasia encenada tirando partido do encanto que envolve as produções da Disney e da candura e a doçura da expressão vocal do coro infantil que a apresenta. O enredo centra-se nas relações de amizade e fraternidade, não descurando os escolhos, as agruras, as dificuldades e as privações e provações que é necessário ultrapassar até se alcançar a recompensa da alegria e do amor.

Para além destes espetáculos, o Grupo de Teatro, Arte e Cultura da Associação Musical da Pocariça e o Grupo de Teatro da Associação do Grupo Musical das Franciscas cumprem o seu programa de itinerância em Casal de Cadima e Ançã, respetivamente, depois de terem iniciado a sua participação no XVII Ciclo de Teatro Amador de Cantanhede no último fim de semana com atuações nas suas comunidades de origem. Assim, o Grupo de Teatro, Arte e Cultura da Associação Musical da Pocariça vai subir ao palco da sede da ACDC – Associação Cultural e Desportiva do Casal (Freguesia de Cadima), no próximo sábado, às 21h30. O espetáculo é o mesmo da estreia, designadamente “Lembranças de Dois Conterrâneos”, uma viagem pelas memórias da vida cultural e artística da Pocariça, a partir de quadros alegóricos construídos com uma narrativa que tem na base a conversa de dois insignes pocaricenses, Ausenda de Oliveira e António Fragoso, personalidades que se distinguiram pela sua intensa participação e relevo cultural.

No domingo, 15 de fevereiro, às 16h00, o Grupo de Teatro da Associação do Grupo Musical das Franciscas vai apresentar no Centro Social de Ançã as peças que preparou para a edição deste ano do certame em que estão envolvidas 14 entidades que se dedicam às artes cénicas. Em “Qual das Duas”, uma senhora solteira cria uma sobrinha que ao atingir a maioridade foi ter com os pais à América e que de visita à sua protetora a encontra envolvida num tremendo equívoco; “Pagamento da Conta” tem como personagens centrais dois vizinhos que se tornam sócios para um negócio que nem eles sabem de quê e que decidem assinalar antecipadamente a obtenção de lucros com um jantar onde, depois de comerem por quatro e beberem por oito, recusam assumir a conta. A última encenação será “Os Dois Vizinhos Boticários”, ambos surdos que nem uma porta, os quais tratam de receitar remédios um ao outro para se curarem da maleita de que padecem.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link