Conecte-se connosco

Sustentabilidade em debate em congresso de horticultura em Coimbra

Publicado

em

Congresso Ibérico de Ciências Hortícolas vai receber mais de 200 participantes em Coimbra, entre quarta-feira e sábado, que vão procurar abordar a sustentabilidade do setor e a sua integração em culturas intensivas.

horticultura-organica

O congresso, que vai na sua oitava edição, tem como temas principais a “intensificação” e a “sustentabilidade” e como é que é possível aliar as duas questões na produção hortícola, disse à agência Lusa um dos elementos da comissão científica do congresso, José Alberto Pereira.

O evento conta com mais de 180 comunicações e são esperados mais de 200 participantes, numa iniciativa organizada pela Associação Portuguesa de Horticultura e a sua congénere espanhola.

“Tem de ser possível aliar a intensificação com a sustentabilidade”, sublinhou o especialista, considerando que a intensificação é necessária face a uma população “em crescendo e com necessidades específicas”, sendo que as culturas intensivas “têm de ser sustentáveis”, tendo atenção a questões como a fertilidade e a rega, os solos ou outras questões ambientais.

De acordo com o também docente da Escola Superior Agrária de Bragança, os produtos hoje têm de cumprir com “tanta regra”, que os leva “obrigatoriamente à sustentabilidade, cumprindo limites máximos de resíduos, qualidade da água”, entre outros pressupostos.

“Uma dúvida, não tenho: os agricultores são a chave. Tem de se valorizar mais a atividade agrária e muitas das vezes pensar os agricultores como intervenientes de ecossistemas agrários que têm de ser ajudados”, realçou José Alberto Pereira.

De acordo com o docente, tem-se assistido a “uma viragem enorme na agricultura”.

Se antes era um setor “dominado por gente com idade e falta de especialização”, hoje há “muita gente nova a instalar-se no terreno, às vezes até fora do setor, que é muito mais aberta à inovação e à aplicação de conhecimentos”, notou.

A transferência do conhecimento é também importante para se poder conjugar a intensificação com a sustentabilidade, sendo que o setor está cada vez mais aberto a isso, frisou.

As comunicações arrancam na quinta-feira, com sessões dedicadas a culturas específicas, como a horticultura herbácea, culturas protegidas, fruticultura ou viticultura.

Haverá ainda painéis dedicados à pós-colheita e segurança alimentar, consumidores e rega e fertilização.

O congresso termina no sábado com visitas técnicas a produtores da região.

 

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com