Assinaturas NDC

Apoie a nossa missão. Assine o Notícias de Coimbra

Mais tarde

Portugal

Suspeito de ataque em Lisboa não estava sinalizado e terá cometido “ato isolado”

Notícias de Coimbra com Lusa | 11 meses atrás em 28-03-2023

O homem suspeito do ataque de hoje no Centro Ismaili em Lisboa, num presumível “ato isolado”, é beneficiário do estatuto de proteção internacional e não era alvo de “qualquer sinalização” pelas autoridades, disse o ministro da Administração Interna.

PUBLICIDADE

“Tudo leva a crer que se trata de um ato isolado”, afirmou José Luís Carneiro, acrescentando que as circunstâncias e as motivações do crime estão a ser alvo de investigação, e alertando para a necessidade de “evitar análises precipitadas”.

O governante, que falava aos jornalistas em Lisboa, à entrada para uma reunião com autarcas da área metropolitana, indicou que o suspeito é “um homem relativamente jovem, com três filhos menores”, e passou por um centro de refugiados na Grécia, onde a sua mulher morreu.

A deslocação da família para Portugal ocorreu ao abrigo da cooperação europeia e o homem tem permanecido no país “com uma vida bastante tranquila”, beneficiando do apoio da comunidade ismaelita.

O ataque no Centro Ismaili, na Avenida Lusíada, fez duas vítimas mortais – duas mulheres na casa dos 20 e dos 40 anos que estavam no interior quando um homem entrou com uma faca.

O suspeito – que, segundo fonte policial, é afegão – acabou por ser atingido pela polícia, estando internado no Hospital de São José.

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com