Conecte-se connosco

Crimes

Suspeito de assalto violento a ourivesaria de Cantanhede detido na Roménia

Publicado

em

O cidadão romeno considerado perigoso detido pela Polícia Judiciária (PJ) por suspeita de integrar uma “organização criminosa” responsável por crimes “particularmente violentos” em Portugal é apontado como um dos autores de um roubo brutal a uma ourivesaria de Cantanhede, em 2009. 

A violência extrema era uma das caraterísticas do grupo de Leste que assaltou várias ourivesarias na zona Centro do país, mas também no Ribatejo e Alentejo. Petru Bordei, romeno de 38 anos a quem são imputados 18 crimes de roubo agravado e outros 18 de furto qualificado, era um dos elementos do grupo e foi agora, depois de sete anos em fuga detido pela PJ, avança a CNN Portugal, que faz referência a um mandado de captura emitido pelo Ministério Público em 2015.

O violento assalto à Ourivesaria Santos, em Cantanhede, em 2009, consta da lista de roubos deste grupo. O espaço foi atacado à mão armada e o dono da ourivesaria ficou ferido com gravidade. O ataque rendeu 20 mil euros em ouro. 

No mesmo ano, em Ourém uma ourives foi agredida com martelos para abrir o cofre onde estavam 150 mil euros em ouro.

Também em Pombal, um ano antes, o grupo é suspeito de ter invadido a ourivesaria Ramos e Fonseca, no centro histórico. Partiram as montas e vitrines com pés de cabra e levaram 120 mil euros em ouro e joias.

O detido foi localizado na Roménia, na sequência de uma investigação da Unidade de Cooperação Internacional e da Unidade Nacional de Contraterrorismo, dirigida pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP).

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link