Conecte-se connosco

Cidade

Sons das Repúblicas na Cidade Património Mundial

Publicado

em

A segunda edição do programa Sons da Cidade, que celebra a inscrição da Universidade: Alta e Sofia como Património Mundial da UNESCO, tem inicio dia 20 de junho no Museu Académico, com uma sessão dedicada ao Património Mundial Imaterial.

Este evento conta com a participação de Paulo Lima, director do Cante Alentejano e  e de Rita Brasil de Brito, Secretária executiva da Comissão Nacional da UNESCO.

[flagallery gid=171 name=Gallery]

Sons da Cidade 2015 foi apresentado hoje, 12 de junho, no Museu Académico por representantes da Universidade (Vice-Reitora Clara Almeida Santos, Câmara Municipal (Vereador da Cultura Carina Gomes) e Jazz ao Centro.

Atentando na dimensão imaterial do património, a 2ª edição do Sons da Cidade detém-se particularmente na voz, simultaneamente elemento singular de cada individuo e meio de sociabilidade, ponto de encontro entre cada um e o mundo.

A organização propõe a ideia de percurso sonoro pela cidade, ancorada na certeza de que escutar é uma forma de conhecer. No centro das atenções estará a diversidade e a riqueza da dimensão imaterial do património, com especial destaque para as Repúblicas de Estudantes e a Língua Portuguesa.

Da rebeldia à poesia, do grito ao rumor, entre a valorização e subestimação, é de vozes dissonantes que vivem as Repúblicas de Estudantes de Coimbra, por isso estes Sons da Cidade vão ter tempo e espaço para as escutar e sentir a sua vibração, seguindo as indicações e os passos do Guarda Chaves, desde a Alta até à Baixa.

Sons da Cidade programou duas dezenas de eventos, destacando-se as actuações de Vítor Rua (Dia 20 – Largo S. Salvador) e de Capicua (Dia 20 – Praça do Comércio) e a apresentação do Restauro da Porta Férrea (Dia 22).

Veja aqui o vídeo da conferência de imprensa

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link