Conecte-se connosco

Cidade

SMTUC na zona norte é “uma bênção” para novos utilizadores

Publicado

em

Os Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC) chegaram hoje, pela primeira vez, às freguesias da zona norte de Coimbra. Uma operação que foi um sucesso, não se tendo registado qualquer incidente ou atraso. Para alguns novos utilizadores esta é mesmo “uma bênção”. “Obrigado por se lembrarem de nós”, disseram Albertina Almeida e Carlos Abreu, residentes em Brasfemes, que inauguraram esta manhã a Linha N.º 53, num relato do motorista João Horta. Desde 22 de março, quando se iniciaram as ações de promoção destas novas linhas, os SMTUC emitiram cerca de 200 novos passes, garantindo assim que estas pessoas passam a ter um serviço com mais oferta, maior fiabilidade e qualidade, para além de ser também mais barato.

A CM Coimbra, através dos Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC), levou hoje o serviço público de transportes mais longe: às freguesias da zona norte de Coimbra, designadamente Brasfemes, Souselas e Botão, sendo ainda reforçada nas freguesias de Eiras, São Paulo de Frades, Trouxemil e Torre de Vilela.

O presidente da Câmara Municipal de Coimbra, Manuel Machado, visitou hoje o novo interface em Ponte de Eiras, junto à Escola Rainha Santa, onde cumprimentou os utilizadores e os funcionários municipais. Este é um local que foi requalificado pela autarquia, que recuperou assim um sítio degradado, com novos passeios, plantação de árvores e flores.

No total, estas novas linhas que hoje se iniciaram beneficiam mais de 20 mil habitantes com o aumento da oferta, de fiabilidade e de qualidade dos transportes, para além de permitir o acesso às tarifas sociais praticadas pela autarquia, criando poupança às famílias residentes na zona norte de Coimbra.

As novas linhas chegam às povoações de Botão, Brasfemes, Eiras, Larçã, Marmeleira, Mata de São Pedro, Outeiro do Botão, Paço, Paul, Póvoa do Loureiro, São Martinho do Pinheiro, São Paulo de Frades, Souselas, Torre de Vilela, Trouxemil, Vilarinho e Zouparria do Monte.

Estes novos serviços vão ter um período experimental, que vai decorrer até ao início do ano letivo 2021/2022, por forma a avaliar o funcionamento das linhas em período letivo e não letivo, podendo ir sofrendo ajustes para melhorar o desempenho relativamente aos itinerários, paragens, horários e frequências mínimas. Durante este período, os residentes que atualmente acedem aos passes bimodais poderão continuar a usufruir deste serviço, caso assim o entendam.  

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com