Mundo

Shakira reconhece fraude fiscal de 14,5 milhões e evita prisão

Notícias de Coimbra com Lusa | 8 meses atrás em 20-11-2023

A cantora colombiana Shakira reconheceu hoje que defraudou o fisco espanhol em 14,5 milhões de euros e aceitou pagar multas de 7,8 milhões, evitando assim cumprir uma pena de prisão.

PUBLICIDADE

Shakira Isabel Mebarak Ripoll, de 46 anos, ia começar a ser julgada hoje em Barcelona num processo em que estava acusada de fraude fiscal entre 2012 e 2014.

Já dentro do tribunal, e antes de começar o julgamento, assinou um acordo com o Ministério Público em que reconheceu a culpa e aceitou o pagamento de uma multa de 7,8 milhões de euros, além de já ter regularizado o valor da evasão fiscal de que estava acusada (14,5 milhões de euros mais 3 milhões de juros de mora), ficando com uma pena de prisão suspensa de três anos.

PUBLICIDADE

A justiça espanhola considera que Shakira viveu em Barcelona entre 2012 e 2014, por passar mais de seis meses por ano na cidade, enquanto a cantora negava e argumentava ser residente nas ilhas Bahamas.

Shakira mudou a residência fiscal para Barcelona em 2014, mas continuou a negar ter vivido na cidade antes desse período.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

O Ministério Público pedia uma pena de prisão de oito anos e dois meses para a cantora, acusando-a de defraudar o fisco espanhol por simular viver fora de Espanha entre 2012 e 2014, apesar de estar casada com o futebolista do Barcelona Gerard Pique, com tem dois filhos nascidos na cidade em 2013 e 2015.

Numa investigação separada, o Ministério Público espanhol acusou Shakira em setembro passado de uma evasão fiscal de mais 6,7 milhões de euros em 2018, relativos a impostos sobre os rendimentos que teve naquele ano.

A justiça espanhola acusou a cantora de usar uma empresa sediada num paraíso fiscal para evitar o pagamento de todos os impostos em Espanha em 2018.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE