Conecte-se connosco

Crimes

Sexagenária tinha “zoo” na quinta. GNR “caçou” 11 espécies exóticas

Publicado

em

O  Comando Territorial de Castelo Branco, através do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Castelo Branco, ontem, dia 25 de julho, recolheu 14 animais em situação irregular, 11 dos quais exóticos, no concelho de Castelo Branco.

No decorrer de uma ação de patrulhamento no âmbito da Campanha Floresta Segura 2022, os elementos do NPA detetaram, no meio da floresta, uma quinta com diversos animais em situação irregular, alguns cuja detenção é condicionada mediante documentação e registo no âmbito da Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies da Fauna e da Flora Selvagem Ameaçadas de Extinção (CITES), outros cuja detenção é proibida por ser espécie invasora e ainda outras espécies em que a detenção é condicionada mediante alvará por parte do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Esta ação resultou na recolha dos 2 suricatas, 2 ouriços pigmeus africanos, 2 Bufos-de-bengala, 2 pavões brancos, duas codornizes,  1 alpaca, uma tartaruga aquática, um esquilo e 1 pavão azul.

No seguimento das diligências policiais foi identificada uma mulher de 65 anos, por não possuir qualquer documentação legal associada aos espécimes.

A Guarda Nacional Republicana, através do Serviço da Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), tem como preocupação diária a proteção dos animais. Para o efeito, poderá ser utilizada a Linha SOS Ambiente e Território (808 200 520) funcionando em permanência para a denúncia de infrações ou esclarecimento de dúvidas.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com