Desporto

Sérgio Conceição diz que manutenção está garantida

Notícias de Coimbra | 10 anos atrás em 04-03-2014

Declarações após o Arouca-Académica (0-3), da 21.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, disputado hoje em Arouca.

PUBLICIDADE

Sérgio Conceição (treinador da Académica): “Pelos últimos anos podemos pensar assim [que a manutenção está assegurada]. Este ano as coisas estão mais equilibrados e temos de manter o objetivo dos 30 pontos, e ultrapassá-lo. É para isso que vamos lutar já na sexta-feira contra o Rio Ave.

Na primeira parte não estivemos ao nível que devíamos estar. Pela sua mobilidade, os jogadores do Arouca criaram algumas dificuldades, mas nunca chegaram a criar perigo na nossa baliza.

PUBLICIDADE

Na segunda parte já fomos a Académica que eu quero, a sair com algum critério e a chegar à baliza do adversário. Foi uma segunda parte de muito bom nível.

Não podemos levantar muito a voz se não apanho 20 dias, anulam-nos golos limpos, e já são três, a melhor coisa é parar com discursos de manutenção e atingir os 30 pontos.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

Sinto-me hoje livre, porque 20 dias, para aquilo que eu fiz é completamente exagerado. Nunca faltei o respeito a um árbitro, manifesto a minha opinião.

Realçar que hoje é o aniversário da ‘mancha negra’, que nos acompanha para todo o lado e nunca nos pede nada para além da entrega e paixão. Os parabéns para eles pelos 29 anos de grande claque, são únicos no mundo”.

Pedro Emanuel (treinador do Arouca): “Ninguém previa este resultado, mas temos de viver com esta realidade. Dominámos a primeira parte, em parte com o consentimento da Académica, mas com grande capacidade da nossa parte. Falhámos, essencialmente, naquilo que foi a definição no último terço, no último passe, no remate à baliza, em não acertar na baliza. Criamos três ou quatro situações que eventualmente podiam criar perigo, mas não conseguimos concretizar. Controlámos quase sempre as saídas da Académica para o contra-ataque, que foi claramente essa a estratégia que tinham montado e surtiu efeito na única vez que perdemos uma bola na primeira fase de construção.

A Académica é forte nesse momento de jogo. Sofremos um golo no final da primeira parte e tirou-nos a confiança e alguma clarividência para o que se vem a passar na segunda parte. Entrámos novamente fortes, mas nem sempre com melhor critério no último passe e na construção. Acabámos por ter mais posse de bola, mas isso não revelou eficácia na área da académica. O segundo golo ditou-nos o final do jogo animicamente. O resultado é exagerado em função da produtividade da equipa do Arouca. Mas o que fica para a história é a vitória por 3-0 da Académica. É só a terceira vez que perdemos por mais do que um golo e as outras foi com o Sporting e com a Académica.

A vida do Arouca, este ano, é complicada por natureza. Somos claramente o patinho feio, aquele que toda a gente acha que vai bater. Temos um rumo e postura bem definida em função da nossa realidade. Sabemos que vai ser uma luta até ao final. Serve-nos de alento para as últimas jornadas e vamos amealhar pontos o mais depressa possível.

Perder por 3-0 afeta-nos hoje e espero que nos afeta amanhã [terça-feira], que é o dia de folga. Mas depois na quarta-feira estaremos cá, de regresso, porque o nosso trajeto diz-nos que temos de ter confiança naquilo que fazemos, que temos um plantel com qualidade e acima de tudo com caráter para enfrentar as dificuldades”.

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE