Conecte-se connosco

Coimbra

Sem planos para o fim de semana? Fique a par das exposições grátis para visitar em Coimbra

Publicado

em

O fim de semana está mesmo à porta e se ainda não tem planos, pode encontrar aqui um programa para fazer em família, quer sábado, como domingo. Há cinco exposições completamente grátis para visitar em Coimbra, como por exemplo, uma mostra de pintura, mas também uma exposição da história de uma das bandas de rock mais influentes de sempre.

A primeira sugestão é a exposição “Memorizar Coimbra – Fotografias do Acervo Municipal”, na Biblioteca Municipal, que tem as cheias em Coimbra como tema. Até ao dia 31 de janeiro de 2023, pode ficar a conhecer um conjunto de registos fotográficos que ilustram algumas das cheias ocorridas na cidade. Foram captados em décadas distintas do século XX por diferentes fotógrafos, como David d’Almeida Carvalho, Varela Pècurto ou Formidável, entre outros tantos. A mostra pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 10 horas às 19h30 e aos sábados, das 11 às 13 horas e das 14 às 19 horas.

Para sábado deixamos mais três sugestões. Das 10h às 18h pode conhecer a Exposição “Coimbra, 1395” na Torre de Almedina – Núcleo da Cidade Muralhada. Com base na informação documental do Almoxarifado de Coimbra de 1395, documento no qual o rei D. João I faz o levantamento dos seus rendimentos e propriedades, esta exposição mostra ao público um percurso pelas ruas da cidade medieval. A exposição está patente de terça a sábado, e encerra aos domingos, segundas e feriados.

Se gosta de “The Rolling Stones”, então das 11h às 19h visite a mostra discográfica de capas de discos de vinil da banda de rock mais influente de todos os tempos. Está patente na Biblioteca Municipal de Coimbra e também pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 10h às 19h30.

A partir do início da tarde, da 13h às 18h, pode optar pela exposição “Judeus de Coimbra: da tolerância à perseguição; memórias e materialidades”. Instalada na ala central do Edifício da Inquisição (Pátio da Inquisição), a mostra pretende resgatar e reabilitar a memória das comunidades judaicas que habitaram o território urbano. Pode ser visitada de terça a sábado. Encerra aos domingos, segundas-feiras e feriados.

Para domingo, a sugestão passa pela exposição “A cor da vida” no Museu Municipal para assinalar o centenário de Armando Alves Martins. A obra de Alves Martins revela a sua apetência para a pintura e para a experimentação de suportes, cores e técnicas, deixando-se claramente influenciar pelas diferentes correntes artísticas com que foi contactando ao longo da sua vida. O horário para visita é das 10h às 18h.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com