Região

Seis associações do distrito de Coimbra recomendam aos partidos mais atenção ao mundo rural

Notícias de Coimbra com Lusa | 2 meses atrás em 23-02-2024

 Seis associações do distrito de Coimbra propuseram hoje às forças políticas que disputam as eleições de março um conjunto de medidas para a próxima legislatura na área do desenvolvimento rural.

PUBLICIDADE

Uma das sete propostas é dirigida à promoção de “uma estratégia nacional de desenvolvimento” do mundo rural, pretendendo também as entidades “integrar intervenções de base territorial e multissetoriais, através da adoção de mecanismos de financiamento plurifundos”.

Em comunicado enviado à agência Lusa, as associações Adelo [Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego], Adiber [Associação de Desenvolvimento Integrado da Beira Serra], Coimbra+Futuro, Dueceira [Associação de Desenvolvimento do Ceira e Dueça], Pinhais do Zêzere e Terras de Sicó, na qualidade de grupos de ação local (GAL), defenderam que o desenvolvimento rural “deve ser uma aposta dos partidos que concorrem às legislativas” de 10 de março.

PUBLICIDADE

Como contributo, com base numa experiência própria de três décadas, os GAL apresentam “propostas de compromissos que as políticas públicas devem contemplar”.

Essas propostas para o desenvolvimento local estão em sintonia com a posição nesta área da Federação Minha Terra, da qual as associações subscritoras fazem parte.

PUBLICIDADE

“Capacitar os recursos humanos existentes nos territórios” e “garantir a existência de serviços de extensão rural, complementando o apoio técnico aos agricultores” são outras das recomendações aos partidos.

Os GAL querem também “assegurar uma articulação virtuosa entre as dimensões do mundo” e “estimular iniciativas e projetos orientados para o aproveitamento de oportunidades económicas”, bem como “dinamizar a oferta de serviços de interesse geral de forma a reforçar a coesão territorial”.

“A defesa dos territórios é uma luta difícil, mas crucial e, por tal, não desistimos de lutar pelo futuro a que estes têm direito”, afirmaram.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE